[ Criação ]

A corrida do ouro

02 de agosto de 2001, 00:00

150 anos depois a história se repete na mesma Califórnia.

Por Marcelo Lima

O lugar era a Califórnia, o ano, 1848. Recém conquistada do México, a Califórnia era esparsamente povoada e não explorada. Em uma das fazendas recém–nascidas em território quase selvagem, um fazendeiro construindo um moinho d’água por acidente descobriu um filão de pedra amarela no fundo do riacho.

A noticia da descoberta de ouro percorreu as 3 mil milhas entre a Califórnia e a costa leste dos Estados Unidos em tempo recorde. Era o começo da famosa Corrida do Ouro, que durou cinco anos e atraiu mais de 300 mil pessoas (ou mais de 1% da população americana na época). De todas as classes e nações, homens e mulheres cruzaram o inexplorado território do Oeste americano em uma perigosíssima viagem de seis meses para buscar fama e fortuna na desolada serra da Califórnia.

Os Estados Unidos nunca mais foram os mesmos depois da corrida do ouro, que entrou para a história como uma das mais radicais deslocações de população já vistas. A maioria dos que vieram nunca mais foi embora – muitos porque não podiam pagar a passagem de volta, pois quando finalmente aqui chegaram já não havia mais ouro algum.

Muitos ficaram ricos sim – não explorando o solo, mas explorando os exploradores. Os comerciantes e empreendedores, que davam apoio a toda essa população que veio para a Califórnia, fizeram fortunas vendendo produtos e serviços para os mineiros. Inúmeras empresas e bancos aí nasceram: Levi Strauss vendeu roupas resistentes (jeans), Bank of America e Wells Fargo, dois dos maiores bancos do país hoje, guardaram boa parte do ouro que foi tirado da Serra. E Ghirardelli alimentou com seus deliciosos chocolates a burguesia que nascia em San Francisco.

Agora de volta para o século 20

Vale do Silício, 1995. A apenas 250 km de onde o ouro foi descoberto em 1848, Jim Clark e Mark Andreessen vendem ações da Netscape, empresa que fabrica browsers para internet. Os investidores transformaram as ações da empresa em ouro de papel. No final do primeiro dia de transações os fundadores se tornaram milionários e o mundo tomava conhecimento da nova economia.

Netscape foi seguida por Yahoo, Amazon e outras. Logo a Califórnia tinha nas mãos uma nova corrida do ouro…ouro de papel.

Nos cinco anos que durou a corrida pontocom, centenas de milhares de pessoas vieram para o Vale do Silício trabalhar nas empresas de tecnologia ou abrir as suas próprias. Aluguéis e preços de casas no Vale se tornaram os mais altos dos Estados Unidos. O Vale fazia um milionário high–tech por dia…

Na velocidade da luz a corrida se alastrou pelo mundo e Vales do Silício começaram a surgir na maioria dos países. Desta vez o ouro estava no ar, nas idéias, em qualquer lugar.

Mas numa manhã cinzenta o Mercado desabou.

As ações se tornaram lixo do dia para a noite. centenas de milhares dos mineiros modernos, os profissionais high–tech, repetindo a história, ficaram só com a poeira e um gosto amargo na boca de impostos a pagar em ações que não valem mais nada.

Só fizeram dinheiro os investidores de risco, bancos de investimento, vendedores de casas, carros de luxo, advogados e vendedores de produtos ou serviços, que ganharam no bom e velho papel–moeda.

Hoje, na dor da riqueza perdida, todos param a comparação aí. A única lição que escutam é a de que tanta ambição e ganância nunca poderia ter um bom final, e que os únicos a ganhar no final são os pragmáticos comerciantes profissionais. Os sonhadores, mais uma vez, são iludidos a gastar tudo o que têm em um ideal que no final só dá desilusão.

A história se repete…triste…

Mas se a história realmente se repete, as maiores e mais importantes conseqüências da corrida pontocom ainda estão por vir:

Em 1848 os Estados Unidos ainda eram um país cuja população, em sua maioria, havia fugido do medo e da perseguição na Europa e se estabeleceu em uma tentativa de viver em paz. A maioria era de fazendeiros e a maior parte do território permanecia inexplorada. A corrida do ouro foi o estopim que provocou a mudança radical de comportamento e valores que hoje identificam os Estados Unidos.

Coragem, independência e força, que hoje os Estados Unidos tanto celebram como valores nacionais (assim como os cowboys), são resultados da corrida do ouro.A corrida do ouro criou no subconsciente da nação a possibilidade de sonhar alto e de ir atrás dos sonhos para fazê–los realidade. O desbravamento do oeste foi a grande conquista americana, que deu força de espírito para conquistas muito maiores que viriam depois.

Em 2001 ainda é difícil dizer o quanto a corrida pontocom mudou o inconscientemundial. Mas com certeza nunca voltaremos a ser como antes: A internet popularizou a computação e a tecnologia de ponta como carreiras desejáveis, não só para engenheiros, mas também para todos os outros tipos de profissionais. MBAs descobriram o empreendedorismo e trabalhar para uma consultoria ou multinacional não é mais a única opção para a elite dos negócios. Internet, telecomunicações, etc. expandiram o conhecimento além das fronteiras de países autoritários.

A revolução que aqui começou vai mudar completamente o futuro do mundo através das filiais do Vale do Silício estabelecidas na era pontocom (Vila do Silício em São Paulo etc.), transformando–o em um lugar ainda mais competitivo, inovador e principalmente sonhador.

No final, todos os que participaram dessa revolução ajudaram a mudar o mundo. Se era este o objetivo, deveriam estar satisfeitos com tudo o que passou. Se o objetivo era ganhar dinheiro, quem sabe na próxima… [web insider]

Avalie o artigo:
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5.00 out of 5)
Loading ... Loading ...
Sobre o Autor:

Marcelo Lima é diretor de marketing da empresa de m-business ViVOwallet, em Los Altos, Califórnia, e trabalha há três anos no Vale do Silício com empresas de alta tecnologia e dispositivos sem fio.

Palavras-chave relacionadas a este texto:
Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/webinsid/public_html/wp-content/themes/webinsider/single.php on line 118

Deixe um Comentário

Abrir Formulário









Comentários

2 comentário(s)


[ 1º ]
Marina

Data : 26/08/2009 às 21:57
Cidade:
Atividade:

Esta pesquisa fala do que precisamos,precisamos de mais sites assim.Estão de parabens os ou o que fizeram este site!!!!Boa pesquisa.Esta é otima alem de ser resumida(para quem nao gosta de escrever).Amei!!!!Continuem assim e dao mais ideias para os outros patrocinadores de outras pesquisas!!!!!!!!!11PARABENS!!!!PARA VC ....

[ 2º ]
Jinnah

Data : 21/03/2008 às 15:42
Cidade:
Atividade:

Muito bom