Feliz internet nova

15 de janeiro de 2005

2005 é o ano da nova internet.

Comecei o ano com preguiça e calma. Já vamos pelo meio do mês de janeiro de dois mil e cinco, mas não me estresso.

Deu pra tirar duas semanas neste fim de ano. Consegui, a duras penas, fechar a agência entre Natal e ano novo (fechada oficialmente, mas na verdade funcionou). Entre 23 e 10, chinelo no pé e Cidade Maravilhosa.

O descanso começou na saída pro Rio. Me lembrei no táxi, saindo do Santos Dumont, que meu laptop tinha ficado em casa. Computador do meu sogro com o modem dando pau. Computador da mãe com o HD bichado. Deuses do digital conspirando para meu desplugamento.

No Rio, casamento da irmã, encontros de família e amigos que há muito não via. Ouvi de vários deles, “Com que cara boa você está”, “Tranqüilo”, “Relaxado”.

Me intriguei. Acho que é a primeira vez que escuto isso na vida. Não que eu sempre tenha sido “pilhado”, mas desde que comecei a trabalhar, “pilhado” se tornou a minha condição padrão.

De volta em Sampa, final da primeira semana de trabalho e o ritmo ainda continua “relax”. Não, não é falta de trabalho. Equipe ocupada, reuniões agendadas, muita coisa legal já amarrada para o ano.

O que mudou?

Em dois mil e quatro completamos 10 anos de internet comercial. Tempo em que passamos de desconhecidos, para eufóricos delirantes, para deprimidos, para novamente iniciantes.

E em dois mil e cinco, dá pra dizer que finalmente começou.

A internet verdadeira, pra valer, com mercado consistente, com dinheiro sendo movimentado, com números ótimos, com usuários expressivos, com mão de obra qualificada, com serviços relevantes, com rentabilidade começou. Começou pra valer, afinal.

“Cara boa”, “Tranqüilo”, “Relaxado”. Está na minha cara e eu ainda demoro a entender. Meu inconsciente se adiantando e já desligando as baterias de alerta. Me permitindo relaxar e desplugar.

Começou finalmente aquilo para o qual estamos nos preparando há tanto tempo. E aqui chegamos, com mais cabelos brancos, mas inteiros.

É hora de se deixar relaxar e curtir o mercado para o qual nos preparamos. Trabalharmos tranqüilos, aproveitando as oportunidades que são maiores do que nunca e que, daqui pra frente, só vão crescer e se transformar naquilo que sempre sonhamos.
Feliz internet nova para você. Pra todos nós. [Webinsider]

Avalie este artigo:
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

2 respostas para “Feliz internet nova”

  1. […] 2005 escrevi o artigo “Feliz Internet Nova“, onde dizia que aquele ano seria o ano da internet. O ano em que as coisas já estavam […]

  2. clemilton disse:

    bom dia e pq a net com 10minuto ele cair como eu faço para desativa a ner caindo direto qual e o programa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *