Construindo audiência em redes sociais

Nova Escola de Marketing
16 de setembro de 2011

Muitas empresas estão investindo em redes sociais, fazendo o trabalho certo. O resultado vem com o tempo. Não é fácil, mas estas dicas ajudam a evitar erros.

Social media está em alta dentro do mercado digital. A maioria das empresas leva em consideração este novo espaço nas suas campanhas e várias outras começaram a investir, testando para ver o que acontece.

Desta massa de empresas, poucas realmente tiram algum proveito financeiro de seus perfis ou ações sociais, muitas vezes por conta de pequenos erros.

O que mais se fala na internet é que para investir em redes sociais é preciso ser objetivo e saber o que a empresa quer com seus perfis online. É também importante definir o público com o qual a empresa vai se relacionar e escrever uma pauta de conteúdo que atraia estes usuários.

Tudo isto gera um resumo da sua estratégia e tem muita marca fazendo isto tudo, mas mesmo assim não está conseguindo muita coisa com suas redes.

O que acontece é que apenas colocar um perfil no ar, chamar algumas pessoas para seguir e esperar que outras venham pelo efeito do conteúdo é algo muito utópico.

Para que seu perfil “comece” a ter alguma relevância você precisa construir uma audiência de pessoas interessadas no que você fala, e isto deve ser a primeira ação de qualquer estratégia com foco em redes sociais.

Ações de “encher canal”

Cem pessoas não é nada, 500 também não; um perfil só começa a ter uma conversa após seus 5.000.

Não estou falando besteira, este teste é fácil de fazer. Entre no Facebook ou Twitter e vá em um perfil de uma marca grande com seus 10.000+ seguidores; depois vá na em outra com menos de 1.000.

A taxa de engajamento e respostas ao que é falado é infinitamente maior. Leve isto para um e-commerce também – a taxa de vendas vindas dos perfis passa de zero para alguns milhares.

Agora também é preciso cuidado nisto, encher canal apenas por encher não é o caminho. É importante abarrotar os perfis sim, mas de pessoas interessadas no que a empresa quer vender.

Aqui vão algumas táticas:

1. Não crie perfis sociais para campanhas ou produtos de curta duração. Um erro comum que se observa no mercado é o de empresas criando perfis para campanhas de um mês ou para produtos que só terão seis meses de vida.

Isto é um desperdício de audiência desnecessário. Leve seus usuários para perfis onde você vai gerar conteúdo por muito tempo, que seja o institucional da marca, ou outro, mas que não acabe depois de um prazo. Clientes que seguem marcas na internet são ativos desta empresa que são difíceis de conseguir e devem ser cuidados.

2. Promoção bem estruturada e segmentada. Para iniciar a divulgação de qualquer perfil social nada melhor do que uma promoção, mas esta não pode ser apenas dar um prêmio qualquer e esperar os seguidores.

Definir bem seu seguidor desejado, oferecer um prêmio que seja interessante para ele e comunicar isto por outros meios é um bom caminho para trazer pessoas que seguiram o perfil pela promoção naquele momento, mas que num futuro próximo se tornem consumidores da marca.

3. Formadores de opinião. Indicação de pessoas que são relevantes nas redes ajudam a conseguir mais seguidores para o canal, mas também é importante, assim como na promoção, definir quem é o publico e se aquela pessoa pública é seguida por possíveis consumidores da marca.

4. Me siga que te sigo. Esta vale bastante para o Twitter e é utilizada por todo mundo, mas não é muito produtivo sair seguindo todo mundo ou participar daquelas redes de usuários que seguem apenas para ter seguidores, isto não vai adiantar muito.

Siga possíveis clientes e seja suficientemente interessante para que estes te sigam de volta. Por exemplo, se meu público é de jovens do sexo masculino que gostam de esportes, posso usar uma destas ferramentas que filtram termos que usuários estão falando e seguir aqueles que falam de futebol, oferecendo em minhas postagens descontos em bolas ou chuteiras.

5. Divulgação. As pessoas precisam saber que existe este canal de relacionamento para a marca. Vale tudo: divulgar o canal nas peças off-line da empresa, no e-mail marketing, no ponto de venda e onde mais for relevante.

Sendo sincero, gerar tudo isto não é fácil. Fazer redes sociais como usuário, todo mundo faz, agora gerar lucros para empresas envolve um maior profissionalismo. [Webinsider]
…………………………

Acompanhe o Webinsider no Twitter.

Avalie este artigo:
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

4 respostas para “Construindo audiência em redes sociais”

  1. Aurea,

    Para começar é preciso comunicar que existe um novo canal de relacionamento da empresa com seus clientes.

    Usar os outros meios de comunicação que a empresa dispõe é um bom começo, depois pode se planejar uma promoção com uma dinâmica fácil para dar um “up” inicial.

  2. Obrigado Marvio, é verdade que redes sociais não adianta para produto ruim, mas isto vale para qualquer ação de divulgação.

    Se o Produto é ruim,a empresa deve voltar para a prancheta, pois consumidor não é bobo.

  3. Aurea disse:

    Realmente, é fácil criar perfil de usuário, mais torna-lo rentável, depende de inúmeras variáveis.

    Com relação ao perfil de empresas no Facebook.
    O que recomendaria pra começar a atrair clientes para sua página?
    – Trazer matérias relacionados com seu ramo de atividade?
    – Fazer promoções de desconto no seu produto para quem curtir sua página?
    – Sorteio de prêmios?

    Será que pode me dar uma luz?
    Obrigada
    Aurea

  4. Marvio Rocha disse:

    Oi, Parabéns pela matéria! Concordo em alguns pontos! Outro dia li aqui no Webinsider,que não adianta ter perfil ou páginas nas redes socias! Se produto não é bom!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *