Escrever e blogar é só começar

Nova Escola de Marketing
10 de outubro de 2013

Compartilhar ideias e interagir com as pessoas é uma ótima prática, que pode abrir novos caminhos e perspectivas pessoais e profissionais.

Escrever, blogar, criar e manter um blog, pequeno ou grande é uma batalha. Requer atenção constante, tempo e uma energia a mais que você tem que buscar em algum lugar.  Você vai se apaixonar pela coisa, mas também pode se desesperar.

A internet é viva e dinâmica, e perceber as respostas e interações de quem reage de alguma forma ao que você escreve pode dar uma adrenalina danada.  Isso acaba te estimulando a querer mais, fazer e gerar novas coisas.

Só que essa corrida está muito mais para maratona do que uma corrida curta e rápida. O resultado vem de muita perseverança e demora a aparecer.

Para quem quer topar essa aventura e risco, seguem algumas dicas:

1. Ache seu espaço

Nunca tivemos tanta oportunidade para nos expressar e opinar. Faça seu blog, colabore para algum já existente, comente artigos e notícias, escreva direto nas redes sociais. Seja no Facebook, Google Plus, LinkedIn ou até no Twitter você tem espaço para expressar suas ideias e divulgar textos e criações.
Exercite sua criatividade, se organize e produza mais.

2. Crie sua identidade

Criar é fazer, fazer é criar. Faça a máquina girar. Saiba manter a frequência e abordar temas legais sem deixar cair a qualidade. Mas principalmente, encontre seu estilo, sua voz. Não copie nem siga fórmulas. Um bom texto não tem tempo nem prazo. Escreva e reescreva quantas vezes for necessário, buscando sempre o melhor. Peça opiniões, compartilhe dúvidas. Seja crítico, não tenha medo de abandonar ideias e textos que não funcionaram. E continue produzindo, sempre.

3.  Use filtros de informação

Você não vai conseguir ler e aprender tudo. Você vai conviver muito com palavras e ideias, suas e dos outros. É bom ter cuidado também para não entrar num overdose de informação, que te dá um pique de querer ler, pesquisar e saber mais coisas e não acaba nunca, deixando seu cérebro meio que ansioso como uma droga que vai te consumir.

Assine lista de e-mails, sempre pesquise novos autores e blogs. Busque a fonte original, leia em mais de uma língua.  Use ferramentas para organizar e filtrar sua leitura, seus canais preferidos, seus autores e suas fontes de referência. Desta forma você ganha tempo e qualidade.

4. Forme sua rede

Não basta encontrar e acumular amigos e contatos no Facebook ou em qualquer outra rede. É trabalho constante, de conhecer, perguntar, responder, trocar, descobrir gente nova. De pessoa em pessoa você deve construir conexões personalizadas e que têm a ver com seu perfil e proposta.

É sempre uma interação, acompanhe o que as pessoas estão lendo, comentando. Valorize também o que outros fazem e produzem. Estude as estratégias de quem você admira e reconhece valor. Compartilhe experiências, divida o conhecimento. O que vai contar no final não é o número, mas a qualidade e receptividade da rede que você montou e escolheu. Ao interagir com ela você pode estendê-la e aperfeiçoá-la, incluindo novos contatos.

5. Saiba planejar e divulgar

Uma rede pode ser acionada de diversas formas, pelas redes, por interações, mensagens, debates, vídeos, documentos e outros recursos de comunicação.  E ser trabalhada por segmentos, relações profissionais, pessoais, temas ou assuntos de interesse, conforme cada caso ou necessidade.

Na divulgação podemos usar vários tipos de mídias a partir do mesmo conteúdo. Da mesma ideia você pode gerar um texto, um vídeo, um infográfico, um slide show ou outros meios digitais. De alguma forma uma coisa se interliga com a outra e reforça o impacto geral da comunicação.

Isso é bom para trabalhar canais e públicos diferentes com o mesmo conteúdo básico.

Controle os acessos e reações de todas suas ações. Use encurtadores de link como o novo do Google (goo.gl) que permite controlar o número de visitas  e origem de tráfego.

Teste horários, canais e redes diferentes. Nunca use sempre a mesma estratégia, tente coisas novas para divulgar e mobilizar pessoas.

Nunca seja insistente demais nem repetitivo.  Na internet tudo é feito de ciclos, é preciso saber começar uma ação e terminá-la no tempo certo. Avaliar e reciclar estratégias também são fundamentais.

Blogar é como escrever. Um processo de aprendizado, prática e evolução que não tem fim. Vale o caminho, o esforço e as surpresas que a gente encontra pela estrada. [Webinsider]

…………………………

Leia também:

…………………………

Conheça os cursos patrocinadores do Webinsider

Avalie este artigo:
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *