Eu te amo, sua coisa

Em que momento passaremos a ter empatia com elementos robóticos?