Mudança no Instagram: quem ganha e quem perde?

Nova Escola de Marketing
23 de março de 2016

Novo algoritmo vai afetar marcas e publishers, que deverão repensar suas estratégias para conquistar a atenção do público na plataforma.

instagram-anuncios-3Escreve Garett Sloane, no Digiday, que o Instagram anunciou que um novo algoritmo vai determinar o que aparece para cada usuário do Instagram, de modo parecido com o News Feed do Facebook.

Isso significa que marcas e publishers que usam o Instagram deverão repensar suas estratégias para conquistar a atenção do público na plataforma, que tem cerca de 400 milhões de usuários.

Veja quem ganha e quem perde com a mudança.

Ganham

O negócio publicitário do Instagram. Agora, sem uma estratégia de pagamento por anúncios, um post não terá garantia de exposição. Inicialmente os posts de marcas serão exibidos para todos os seguidores, otimizados por relevância. Isso deve mudar com o tempo, e uma estratégia paga será essencial para aumentar o desempenho.

Fotos de familiares e amigos próximos. O Instagram informa que vai levar em conta o relacionamento entre o usuário e seus seguidores, frequência dos posts e o interesse do usuário pelo conteúdo.

Marcas “sexy”. Alguns verticais já tem ótimo desempenho no Instagram: moda, beleza, comida, saúde, pets e fitness são alguns exemplos.

Publishers de destaque. Quando o Facebook lançou o algoritmo do News Feed, os publishers “premium” receberam tratamento especial. Empresas de mídia e publicações que já têm sucesso no Instagram (em temas como entretenimento, moda e esportes) podem ganhar um impulso, especialmente com posts relacionados com os trending topics e com vídeos que atraem muitos views.

Perdem

Twitter. O Twitter é sempre cercado pelo Facebook e pelo Instagram. O microblog lançou um algoritmo no mês passado, e agora o Instagram lança o seu, com a força do Facebook por trás. E o Instagram tem mais usuários que o Twitter.

Marcas sem apelo. O Instagram tem um dilúvio de marcas “chatas” tentando promover seu produtos. O algoritmo vai varrer essas marcas e seus anúncios — a não ser que elas paguem, é claro.

Marcas “caronistas” que não pagam pela promoção. O Instagram vai seguir o caminho do Facebook, onde as marcas precisam combinar crescimento orgânico com promoções pagas para ter sucesso. Pagar para ter destaque no Instagram será uma estratégia inteligente, e possivelmente obrigatória.

A abordagem da quantidade em vez de qualidade. Publishers e marcas que postam demais e fazem spam na plataforma perderão pontos. Os algoritmos vão forçar os publishers a postar menos e aumentar a qualidade dos posts. [Webinsider]

Avalie este artigo:
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *