A crise do Uber: o difícil equilíbrio entre conceito e lucro

05 de maio de 2017

A crise do Uber é interessante, pois o serviço tem deixado de defender o conceito que o tornou famoso: quem não é bem avaliado sai da plataforma.

O Uber está em crise. E não vamos misturar as coisas.

O modelo Uber está de vento em popa, pois na aba dele vem vindo um conjunto grande de empresas que se baseia em reputação horizontal para avaliar pessoas.

A crise do Uber não é do modelo, mas da própria empresa Uber.

E a crise do Uber é interessante, pois o Uber tem deixado de defender o conceito que o tornou famoso: quem não é bem avaliado sai da plataforma.

É por não estar cumprindo essa meta que o Uber tem perdido espaço no Brasil para concorrentes, como o Cabify. Motivo? Perda de qualidade e, por sua vez, de confiança do consumidor.

Não pode trair o conceito

É preciso inventar uma forma de se manter competitivo, com mais e mais motoristas, porém sem perder o conceito fundamental.

Talvez, seja essa a arte de organizações 3.0 e profissionais autônomos 3.0: o equilíbrio entre conceito e lucro.

Há que haver afinação entre os dois, pois não se pode deixar de ter lucro, mas o lucro tem que preservar o conceito.

O mundo digital, muito mais transparente, inovador e competitivo é cruel quando há essa falta de sincronia.

Digamos que o Uber sem o conceito Uber é apenas cooperativa de táxi com aplicativo, nada mais. [Webinsider]

. . .

Os táxis perderam a capacidade de serem regulados pelo consumidor

Novo modelo administrativo tira a gestão do gerente

Leia também:

Agora sou mídia também e tenho que aprender a lidar com isso

Como usar as hashtags do Instagram para contatos

O avanço da uberização e os critérios do uberômetro

Sobre o episódio 1 da terceira temporada de Black Mirror

A formação individual no ensino do século 21

Há um continente 3.0 e não o enxergamos

Avalie este artigo:
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *