cultura

Fernand Alphen em 19 de abril de 2017

Pinturas no Google: o Van Gogh do ímã de geladeira

O jornalista escreveu: “Agora, as pessoas terão acesso a milhares de obras classificadas por data, popularidade e cor”. Ah tá. A democratização da cultura.