Se você estiver em uma conexão de internet mediana e for abrir o seu site, ele vai demorar a carregar? Muitos sites se preocupam muito com o design ou em colocar todas as informações e se esquecem de que quando uma página demora a carregar, a tendência é o usuário abandonar tudo.

Por isso, preocupe-se muito com esse aspecto. Além de querer que as pessoas vejam as informações, ter páginas ágeis fortalece também o seu SEO, como vamos entender mais a seguir.

Uma das ferramentas mais utilizadas para conseguir a velocidade otimizada é o Google AMP. A iniciativa possibilita a criação de sites mais rápidos com o uso das funcionalidades de código aberto. Assim, é possível criar páginas de alto desempenho com facilidade.

Neste artigo, vamos entender melhor o que é Google AMP e descobrir porque isso tem a ver com SEO.

O que é Google AMP

O AMP é uma biblioteca de código aberto. Você pode criar e vincular páginas e utilizar as ferramentas para otimizar a velocidade, melhorar o design e regular o funcionamento como um todo.

Toda página criada na plataforma é compatível com todos os navegadores e plataformas existentes. Assim, nenhum usuário abandona seu site por não encontrar boa responsividade e velocidade.

Hoje, já foram otimizados de mais de 25 milhões de domínios, incluindo líderes de setores como publicidade, mídia, e-commerce, etc. Empresas de pequeno e médio porte também aproveitam as funcionalidades.

Para o Google, a criação do AMP possibilita a entrada de mais resultados para o mecanismo de busca, de uma forma que entregue melhores conteúdos para o usuário. Quanto mais otimizadas as páginas que aparecem como resultado, mais satisfeito o pesquisador estará.

Já existem muitas provas de que o Google AMP ajuda sites a converterem mais. Um exemplo é o jornal Washington Post, que aumentou em 26% o retorno de visitantes no mobile por meio das ferramentas. Com 55% dos usuários utilizando dispositivos móveis, essa mudança foi crítica.

Como funcion

Para que o Google AMP cumpra suas funções, existem três elementos principais:

HTML para AMP

Páginas criadas em HTML dentro do AMP têm algumas restrições que garantem o desempenho satisfatório.

JavaScript para AMP

A biblioteca de JavaScript permite a renderização rápida das páginas HTML.

Cache de AMP

Você pode utilizar para disponibilizar páginas HTML em cache.

Para utilizar as funcionalidades, acesse o Google AMP e comece a navegar pelos tutoriais. Você vai navegar por três passos:

  1. Crie páginas: são os principais recursos para utilizar o AMP. Para saber mais, leia a documentação da AMP ou visite o canal no YouTube – em inglês.
  2. Valide as páginas: antes de publicar as páginas, você precisa validá-las. Leia as instruções aqui ou, se preferir, assista o vídeo.
  3. Tornar o conteúdo detectável: neste último passo da criação de páginas no Google AMP, você deve tornar o conteúdo detectável em outras plataformas, que não o próprio Google, como as redes sociais. Confira as dicas.

Muito bem. Agora você sabe o que é o Google AMP. Utilizá-lo vai tornar as suas páginas mais otimizadas e rápidas, resultando em uma boa navegação e eventualmente em mais visitas e conversões. Mas por que isso vai fazer seu site rankear melhor? Confira mais informações sobre isso a seguir.

amp

O que o Google AMP tem a ver com SEO

Para você, dono de um site, a lentidão impacta mais do que apenas o tempo de sessão. Uma experiência ruim do usuário afeta suas vendas e também o seu SEO. Ainda assim, em média, um site de comércio eletrônico demora sete segundos para carregar completamente. O ideal é que esse tempo seja de no máximo três segundos. Só isso já justifica a criação do AMP, certo?

Para incentivar a preocupação com a velocidade dos sites, o Google anunciou em 2010 que o page speed (velocidade das páginas) iria impactar diretamente no rankeamento dos sites. Isso quer dizer que sites que demoram menos tempo para ser totalmente carregados levam vantagem no algoritmo do mecanismo de busca.

Na prática, os “robôs” comparam o seu site com outros do mesmo segmento e quem for o mais rápido leva a melhor. Para essa competição, elementos como país, dispositivo e rede também são levados em conta.

Dessa forma, para se posicionar melhor, elimine problemas como:

  • Hospedagem: o barato sai caro nesse momento; prefira hospedagens mais eficientes às mais baratas.
  • Imagens grandes: otimizar as imagens é uma saída para aumentar o page speed. No Google AMP, existem técnicas de otimização de imagens avançada, que permitem a utilização de elementos mais densos caso seja preciso.
  • Mídia embedada: se conseguir “puxar” vídeos e imagens de outros domínios, faça. O único problema é que você precisa ficar de olho caso a mídia seja excluída e saia do ar.
  • Ads: muitos banners reduzem a velocidade de carregamento, por isso, evite encher demais o seu site deles. O Google AMP também apresenta soluções nesse sentido caso você tenha necessidade de contar com muitos banners.

Agora que você já sabe como melhorar seu SEO, que tal combinar com estratégias de SEM? O que é SEM e por que incluir em sua estratégia.

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+