Uma das qualidades mais apaixonantes da internet são as possibilidades que foram abertas para a criação de comunidades e conteúdo a partir da colaboração.

Do ponto de vista de quem lida com conteúdo, que é o assunto desta coluna, é fascinante perceber como é possível fazer tanta coisa – desde que as pessoas do outro lado percebam que há um projeto construtivo e honesto amarrando tudo.

O próprio Webinsider, que já vai fazer cinco anos de idade, é construído em bases colaborativas, ao seu próprio jeito. Um dos webinsiders mais ligados em comunidades é o Juliano Spyer.

É dele o projeto do SP450.com, surgido por ocasião do aniversário da cidade de São Paulo. Juliano criou um site do zero, com uma ferramenta de publicação aberta. Qualquer pessoa poderia contribuir com suas histórias e fotos sobre a cidade que completava 450 anos. E pode até hoje, pois continua vivo.

O sp450.com alimentava boletins da rádio Eldorado – e o rádio divulgava o site. Mesmo sendo aberto, não apareceu ninguém para escrever bobagens e inconveniências. Projeto bem sucedido, agora vai virar um livro com as melhores histórias e fotos.

E novamente o Juliano está com outro projeto redondinho no ar. Este é para quem gosta de livros e não pode comprar tudo o que gostaria.

Qualquer pessoa pode ganhar livros novos grátis pelo site Leia Livro, da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo. É uma comunidade de leitores. Para participar não precisa pagar nem se registrar. Basta entrar, clicar em “Publique” e dar uma dica de leitura.

Veja os livros à disposição. O projeto tem uma parceria com a Fundação Padre Anchieta. As melhores indicações de leitura se tornam boletins transmitidos diariamente pelas rádios Cultura AM e FM. É por isso que pode dar livros de presente.

Os livros são doados por editoras conceituadas como Companhia das Letras, Record, Martins Fontes, Conrad, entre muitas outras. Essas editoras dão seus lançamentos para aumentar as possibilidades de que eles sejam resenhados e difundidos pelo rádio.

Esse sistema favorece as pessoas que gostam de ler. Quanto mais livros você lê, mais pode recomendar. A redação da dica é o preço que você paga para ganhar um título novo. E além do prêmio, você divulga a obra de um de seus autores preferidos e estimula a leitura.

Quem mora no Estado de São Paulo não paga nem o transporte do livro. Os moradores de outros estados também são bem–vindos ao projeto, mas pagam o frete pelo envio.

Veja mais sobre o projeto. Faça um teste, não custa. Você não leva nem meia hora para escrever e mandar a dica. Depois, se achar que vale a pena, avise os amigos. De repente, a dica pode render um presente. E mantém a fila andando. [Webinsider]

.

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+

  1. ranielly

    eu gostaria muito de ganhar livros pois sou estudante do 3°ano do ensino medio e achop q esses livros vão me ajudar muito agora que estou me preparando para o vestibular

  2. Marcelle

    Olá,
    Gostari de frisar a importancia de ler. Ano passado prestei vestibular e senti muita falta de não ter ocupado minha infância e adolescencia com bons livros. Felizmente consegui passar no vestibular e hoje a leitura é mais fundamental que antes, os preço dos livros que dificultam, mas vou levando. Desta forma adoro ganhar livros, que leio e repasso para minha irmã que tem 10 anos, para que, no futuro, ela não passe pelas mesmas dificuldades que eu.
    Bjsss
    à todos!
    Marcelle