O que você deseja que o seu leitor faça? Baixe um e-book? Solicite um orçamento? Entre em contato? Se ele não está cumprindo essas ações e não avança na jornada do consumidor, pode ser que você não esteja pedindo de forma clara. Então, que tal criar um CTA infalível?

Call to action, ou chamada para a ação, é a indicação para o cliente de qual deve ser seu próximo passo. Se essa chamada não fica clara, pode ser que ele se perca, por mais que desejasse seguir em frente.

Mas como fazer um CTA que ninguém consegue recusar? Criei um checklist para ajudar nessa tarefa.

O que é um CTA

Um CTA sempre incita o leitor a fazer algo. Ele pode ter muitas formas: botão, link, texto, imagem clicável, página inteira, etc. Tudo vai depender da plataforma e de qual ação estamos falando, que pode ser um blog post, um site, uma landing page, um post de rede social, até mesmo dentro de um e-book.

O que você precisa entender é que o CTA une elementos visuais e textuais para agarrar a atenção do leitor e mostrar que você tem algo de interessante para ele. Um call to action efetivo significa mais cliques, que por sua vez trazem mais negócios.

Além disso, é importante trabalhar bem seus CTAs para descobrir o que as pessoas querem de você. Como os CTAs são rastreáveis, é possível gerar insights em cima dos dados sobre o comportamento dos usuários.

Parece muito bom. Mas como criar bons CTAs? Confira o checklist!

Checklist para um CTA infalível

Você tem um CTA infalível quando ele:

✔️ Possui uma ação

O CTA não existe se não houver também uma ação, que pode ser “baixar um e-book”, “acionar um corretor”, “ler outro conteúdo”, etc. Essa ação é o elemento principal do seu CTA (tenha isso em mente na hora de escrever e criar o layout).

✔️ Oferece um benefício

Mais do que uma ordem, o CTA precisa oferecer um benefício para o usuário. Afinal, ninguém está interessado em atender a um pedido que não oferece nada em troca. Assim, ao invés de dizer apenas “faça o download”, diga “faça o download e receba o e-book gratuito”.

✔️ Está inserido no contexto

Lembre-se de que o CTA é mais um passo na jornada. Isso significa que o usuário está vindo de algum lugar. Por isso, a chamada para ação precisa estar relacionada ao contexto. Se você está colocando o download para um e-book no final de um texto, lembre o leitor de que ele poderá ampliar seu conhecimento sobre o tema.

Além disso, é preciso utilizar a mesma linguagem, com as mesmas palavras-chave, se possível. Se for muito disruptivo, pode ser que a pessoa perca o interesse.

✔️ Chama a atenção visualmente

Para que a pessoa se interesse pelo benefício que o CTA oferece, ela precisa enxergá-lo. Por isso, garanta que a chamada terá: tamanho suficiente para uma boa leitura, contraste para destaque na página, boa qualidade para gerar confiança.

✔️ Passa por testes com frequência

Uma das maiores vantagens de um CTA é gerar insights sobre os usuários. Assim, use e abuse dos testes A/B! Vale testar a localização, as cores, tamanhos, fontes, texto (mas não tudo de uma vez, confira algumas dicas).

Pronto! Com esses itens, você tem um CTA com muita chance de sucesso. Confira, a seguir, alguns exemplos para se inspirar.

Exemplos de bons CTAs

Inspiração nunca é demais. Você não precisa copiar, mas procure perceber o que de legal nestes CTAs pode ser trazido para sua estratégia.

Netflix

A Netflix não precisa explicar o que faz, tamanho seu sucesso. É certo que a empresa se aproveita disso para colocar a criatividade como norma. O CTA é uma prova disso. Veja a página inicial do site:

cta

O texto é muito simples. Possui uma ação e um benefício, imediatamente deixando claro para o usuário que não há risco nenhum. A sedução é evidente.

Salesforce

A página inicial da Salesforce contém outro bom exemplo de CTA, pois leva o usuário até o principal destino do site: “saiba mais sobre o serviço” (se a pessoa ainda não estiver pronta, vai para uma página de convencimento) e “demonstração” (ao clicar nesse CTA, o usuário sinaliza que deseja contratar).

cta

Além disso, a Salesforce coloca sua principal qualidade, “ser o CRM número 1” em destaque. O benefício, nesse caso, é aumentar as vendas e a satisfação dos clientes. Dá check em tudo, certo?

Na segunda dobra da página, você vê outros CTAs no mesmo estilo, mas agora divididos por área.

CanvasPop

Agora veja esse exemplo de call to action em redes sociais:

cta

“Transforme as suas fotos de família em telas de alta qualidade. Tenha 60% de desconto no seu pedido hoje!”

Nesse caso, funcionou muito bem colocar o CTA antes da imagem, que demonstra bem o que é o produto. Logo de início, oferece um benefício e uma chamada para ação, além de explicar bem o que vai acontecer quando a pessoa clicar no link.

Além de ser muito simples, passa a informação rapidamente, o que é uma vantagem importante nas redes sociais.

E aí, pronto para criar os seus CTAs com esse checklist? Se você gostaria de mais ideias para testar a performance, leia também: Você sabe definir boas métricas de marketing?

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+