Nos últimos anos, foram muitos os casos de grandes agências que montaram departamentos online e algum tempo depois os desativaram. Uma agência grande, teoricamente, possui uma estrutura bem organizada, bons clientes e verbas maiores do que o padrão. Se o ambiente é tão favorável, por que tantas agências de sucesso na propaganda tradicional não conseguem manter um departamento online?



A culpa poderia ser colocada na falta de interesse financeiro da agência, nas verbas reduzidas da internet, na dificuldade que é vender o online para os clientes. Claro que esses fatores têm grande influência, mas este artigo vai fazer um exercício diferente. Ao invés de analisar os problemas externos, vai falar das falhas dos próprios departamentos online que podem resultar em seu fechamento. Quais são as falhas mais comuns?



A primeira e mais comum falha acontece quando o departamento online não consegue adaptar–se à estrutura da agência a qual pertence. Muitas vezes essa adaptação é difícil, pois grandes agências têm um ritmo próprio, que muitas vezes é diferente da velocidade com que as coisas acontecem online. O erro de alguns departamentos online foi exatamente esse: achar que poderiam mudar de forma radical uma estrutura offline rentável e que já funcionava há muito tempo. Por mais que pareça conformismo, não é. Funciona como em qualquer outra empresa: você tem que seguir as mesmas regras e buscar o mesmo objetivo dos outros departamentos. Não é em comunicação que todo mundo diz que integração multiplica resultados? A solução para essa falha é simples: siga as regras, faça um bom trabalho e, quando tiver credibilidade, comece a sugerir mudanças.



A segunda falha é o isolamento. Quando o departamento online não aceita seguir as regras da empresa, pela diferença de perfil entre pessoas, por ego ou até mesmo por terem diferentes locais de trabalho, os profissionais online acabam se isolando dos demais profissionais da agência. Existe sentido em manter um departamento que rema em ritmo e direção diferentes da empresa à qual pertence?



A terceira falha acontece com os gerentes de departamentos online. Como gerentes, cabe a eles adaptar o departamento online à empresa, realizar a integração, mostrar os trabalhos realizados e como os trabalhos online podem ser úteis para os outros departamentos. Ou seja, é muito mais importante preocupar–se com a administração do que com a técnica, e nesse ponto é que está a falha. Gerentes que dão importância demais à técnica acabam se tornando “chatos” por dizerem que tudo é difícil de fazer e assustam as outras áreas da empresa, ao invés de mostrar como os trabalhos online podem ser úteis. Os gerentes também são a orientação dos funcionários de um departamento. Como representantes da área, são eles que direcionam as atitudes dos profissionais e podem tornar uma equipe simpática ou antipática, humilde ou inacessível.



A última falha é trabalhar sem uma estrutura apropriada. Não é com um grupo de freelas que se monta um departamento online que atende grandes clientes. É preciso ter uma estrutura mínima: assim como uma agência não recomendaria a um cliente anunciar se não tiver impacto suficiente, um departamento online não pode ser criado se não tiver uma estrutura mínima de trabalho.



Quando um departamento ou empresa online fecha, só traz conseqüências ruins. A primeira conseqüência é a dispensa de funcionários. A segunda é a descrença nos departamentos online, o que pode levar outras agências a fechar sua estrutura. E, no caso das grandes agências, pode significar o afastamento de grandes anunciantes e corte de verbas da internet.



Existem muitos fatores que podem levar um departamento online a fechar. Mas a boa notícia é que, com pequenas atitudes, você pode controlar alguns desses fatores. Se você trabalhou em um departamento online que foi fechado e não cometeu nenhum dos erros citados neste artigo, parabéns pela tentativa. Se você trabalha em um desses departamentos, aprenda com os erros cometidos para não cometê–los novamente. [Webinsider]



Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+