Na correria do dia-a-dia, ter agilidade e rapidez nas tarefas tornou-se quase obrigatório. É por isso que o e-mail conquistou o seu espaço, pois facilita e otimiza a comunicação entre as pessoas, que por meio dele trocam mensagens com o mundo inteiro em poucos segundos.

Depois do e-mail, outras formas instantâneas de comunicação surgiram no mercado: SMS, MSN Messenger, entre outras siglas. O Twitter também é uma delas, uma ferramenta destinada ao envio de mensagens objetivas e que precisam de uma rápida resposta.

Vamos lembrar a transição do rádio para a televisão. No inicio, a TV não passava de um programa de rádio com imagens, que aos poucos foi ganhando formas e hoje é o que é, com personalidade própria, porém, sem revogar o rádio, como alguns preconizavam na época.

Se relacionarmos o e-mail ao Twitter, por exemplo, podemos fazer a mesma comparação, onde cada um tem a sua personalidade e um não afeta a importância do outro. Podemos dizer que, com a chegada desse filho caçula da comunicação digital, o e-mail está ganhando uma nova forma, assim como a TV ganhou, e sem extrair a importância do Twitter ou outras ferramentas de comunicação instantânea, afinal, são soluções diferentes, cada qual com a sua função, e cada uma tem a sua relevância.

Por exemplo, um convite para um almoço, você enviaria por e-mail ou Twitter? Lembre-se que é uma mensagem curta e que precisa de uma resposta rápida, para o convite não terminar em jantar. Neste caso, uma comunicação instantânea vem a calhar, certo?

Agora, se for uma mensagem importante, com anexo, e que precisa ser armazenada? Certamente, você precisará do e-mail, que possui todas essas características, e outras mais: organização, segurança e privacidade.

O acelerado aumento de usuários nas redes de mensagens instantâneas me faz acreditar que a sinergia entre as diferentes formas de comunicação online está cada vez mais próxima, pois as pessoas estão aderindo às novidades do mercado e, com isso, o e-mail vem inovando a cada dia, criando uma forma própria, com características insubstituíveis, e que não inibe o crescimento e desenvolvimento de outros meios de comunicação digital.

Explorem esse universo, conheçam-no e aprendam que o novo é sempre novo e o que é bom pode ficar ainda melhor! [Webinsider]

.

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+

  1. Caca

    Talvez para convidar alguém pra almoçar eu ligarei, e/ou usaria um IM qq. bom sei lá acho q o Twitter perde sentido nisto. não sei ao certo o fundamental funcionamento dele.

  2. Fábio Santos

    Olá.
    Cara, eu uso o Twitter muito mais pra receber informação do que pra divulgar. Sigo uns caras feras nos temas que são de meu interesse e fico sempre atualizado.

    Imagina, acompanhar em tempo-real, um papo do @fseixas, com a @raquelrecuero, a @biagranja, o @rmesquita, o @marcelotas e o @jasper. Sensacional!

    Atualmente estou criando reformulando a newsletter da empresa pra trazê-la para as funcionalidades do Twitter. Volto aqui pra dizer como ficou.

    Abraço.

    @fabiosan

  3. Marcel Souza

    Amigos, eu não consigo entender a funcionalidade do Twitter, não acompanho ninguém e nem tenho conta lá.

    Todos os exemplos que dão de utilidade pro Twitter pra mim são exemplos toscos, como este do almoço, vc vai convidar alguém pra almoçar via Twitter? E a sua privacidade?

    Tenho uma dúvida, será que sou eu o lúcido e todos loucos ou o contrário?

    Alguém pode me explicar a utilidade do Twitter, por favor!!! Acompanhar o fulano e o beltrano eu já faço isso através do Google Reader de forma bem mais inteligente.

    Acompanhar que fulano escreve em 150 caracteres é estranho. Tipo Fui no #eventoqualquer e foi demais, o que vc achou @beltrano ???

    Sei lá, estou confuso… prefiro o Blip.fm

  4. Aurileide Alves

    Bem que este portal tão bacana e útil podia facilitar a vida de internautas atolados de textos para ler, em apenas 1 hora como eu.

    Utilizar as técnicas de scanning que Jakob Nielsen tanto fala e o Bruno Rodrigues conhece muito bem, ajudaria bastante.

  5. Kaléu Caminha

    Marcel, uso pouco, quase nada o Twitter, mas como estudo essa área tenho visto alguns ótimos exemplos com Twitter:

    1) http://www.comunicamos.org/jrs -> este bate-papo sobre jornalistas e Redes Sociais. O Twitter pode funcionar como uma evolução das famosas salas de bate-papo. Agora ninguém mais precisa entrar em salas, basta seguir apenas as pessoas que te interessam.

    2) Links. As pessoas estão postando muitos link, como um favoritos até mais rápido. E tudo o que interessa às pessoas que sigo possivelmente me interessa também.

    3) Trocas de idéias entre grupos. O Twitter facilita que qualquer um de um determinado círculo de amizades entre em uma discussão sobre qualquer tema, as idéias fluem com muito mais velocidade que em comentários de um blog por exemplo..

    bem..ajudou?

  6. Marcelo Oliveira

    Concordo plenamente com o Marcel. Trabalho com informática há 25 anos e acho que estamos vivendo a década da banalização do fenômeno.
    Antigamente para ser um fenômeno no futebol (Pelé, por ex) tinha que se ganhar no mínimo campeonatos brasileiros, libertadores e copas; hoje basta dar um chapéu em um zagueiro de segunda divisão. Na música surgem fenômenos antes do lançamento do primeiro cd.

    Na internet está acontecendo a mesma coisa. O Twitter pode até ser útil para algumas pessoas, mas, daí a dizer que é algo revolucionário é no mínimo banal.

    Sou um aficionado por tecnologia mas para me comunicar e informar as pessoas o local onde
    me encontro estou utilizando o método de sinais de fumaça.

  7. Joao Moraes

    Existem poucas pessoas do Brasil usando o Twitter.
    O Tas, Paulo Coelho (em inglês). A maioria do pessoal que eu encontro se pergunta, o que que é isso? As postagens são bem antigas e é uma pena que se fale pouco sobre o Twitter uma vez que existem ferramentas inclusive para grupos de pessoas, funcionários por exemplo, onde os tweets são visíveis apenas pelo grupo. É uma excelente ferramenta e logo vão perceber que fazer marketing postando links no Twitter não é nada efetivo. A linha de tempo é maior quanto maior o número de pessoas que seguimos. É uma ferramenta para comunicação e no caso de marketing, uma relação de confiança vai acabar fazendo com que a pessoa visite seu site que está na mini biografia.
    Vamos ver como evolui por aqui. O Orkut vingou. O Facebook está recebendo mais brasileiros. Enfim…. Twitter faz parte da mídia social; é só não dar vexame e ser autêntico.

  8. Fredy

    Desde que, ficar sabendo da vida alheia virou negócio, na tal da web 2.0 – que não conseguiu corrigir problemas sérios da internet como fragilidades de protocolos, spam etc… veio uma rede social de desocupados. Só mudam o nome e a cara da página, mas dá sempre na mesma, algo ridiculo e dispensável, apenas para atender a modismos. Mas ai vem sempre um monte de indicação de especialistas dizendo que você tem que estar lá e blá blá blá…

    Redes sociais podem ser excelentes como entretenimento e para expandir pirataria de software, mas estar lá não é o diferencial pra ninguém.