Você tem um propósito? Se sim, ótimo, porque você precisará dele para desenvolver uma estratégia de Marketing de Conteúdo para empreendimentos B2B. Propósito significa saber onde se quer chegar e estar disposto a enfrentar todos os intempéries de percurso.

marketing de conteúdo

Para algumas pessoas, propósito é um objetivo, finalidade, meta… Não importa o nome. Desde que ele exista e esteja claro pra você, o primeiro passo para o sucesso do seu projeto está dado.

O que significa B2B

Antes de entrarmos nas estratégias de Marketing de Conteúdo para empresa B2B, você precisa entender o que essa sigla representa. É simples: Business to Business, ou seja, negócio para negócio. Significa uma transação comercial entre empresas, onde o cliente não é o consumidor final. Uma empreendimento B2B pode ser uma indústria, um importador, distribuidor ou varejista, não interessando qual produto ele vende.

O que é Marketing de Conteúdo

marketing de conteúdo

O marketing digital trabalha com inúmeras ferramentas e Marketing de Conteúdo é uma delas. A estratégia aqui é desenvolver conteúdos relevantes e de qualidade para o público-alvo, com o objetivo de informá-lo e/ou educá-lo e não de fechar uma venda imediata. No entanto, todo esse esforço visa influenciar a decisão de compra futura.

Você deve entender por conteúdo tudo o que a gente vê ou ouve na Internet. Inclui textos em geral, especialmente em blogs e mídias sociais, slides, infográficos, fotos, podcast, palestras etc. No Marketing de Conteúdo, tudo isso precisa ter valor para o cliente.

Os conteúdos que respondem dúvidas e oferecem algum tipo de solução para a demanda o cliente têm mais chances de gerar leads qualificados.

O poder do bom Marketing de Conteúdo

Uma empresa tem muito a ganhar com o Marketing de Conteúdo. Por exemplo, atraindo o público certo. Isso porque a estratégia inclui conhecer qual é o perfil do seu cliente ideal e o melhor caminho para atingi-lo. Assim, por meio dos materiais produzidos, são muito maiores as chances do usuário interagir ou adquirir qualquer produto ou serviço da sua marca.

Atração de clientes apaixonados é outro ganho significativo. Quando sua empresa disponibiliza conteúdo relevante e o consumidor potencial se identifica com ele, fica muito mais fácil converter essa pessoa em cliente fiel – aquele que defende a sua empresa e fala bem dela para todos os seus contatos.

Enfim, os investimentos no Marketing de Conteúdo podem gerar resultados realmente satisfatórios para a sua empresa, como crescimento do negócio, promoção de produtos, fortalecimento da marca etc.

No entanto, esse trabalho não pode ser aleatório, disparando informações para todo mundo, sem saber exatamente quem são essas pessoas e o que elas precisam. Para tirar proveito dessa poderosa ferramenta, antes de agir, pense e planeje – estrategicamente.

Fazendo a coisa certa

marketing de conteúdo

Os dois principais alvos do Marketing de Conteúdo são: posicionar a sua empresa como especialista na área em que atua e despertar o interesse do cliente na contratação de serviços por um especialista.

Então, não meta os pés pelas mãos. Siga algumas dicas para planejar o seu Marketing de Conteúdo:

Tenha um propósito

Você se lembra no início desse post, quando falamos em propósito. Exatamente. Esse é o primeiro passo. Você precisa de um objetivo macro, que é onde se quer chegar com a sua campanha e as metas para cada ação específica. As suas metas devem ser claras, objetivas e possíveis de serem atingidas. Monitore tudo.

Conheça o seu público-alvo

Crie um perfil para o seu cliente potencial (persona do comprador). Quando você vende para uma empresa, a sua persona geralmente não é o presidente, mas a pessoa na organização com poder de decisão sobre as compras. Faça uma pesquisa detalhada e levante o máximo possível de informações sobre esse tipo de comprador, para direcionar as suas mensagens.

Antes de iniciar qualquer produção de conteúdos, procure responder as seguintes questões sobre os seus clientes potenciais:

  • Informação demográfica?
  • Quais são os objetivos deles?
  • Quais são os pontos fracos deles?
  • O que eles mais valorizam?
  • Onde eles pesquisam informação?
  • Quais são as perguntas mais frequentes?
  • O que eles procuram quando chegam à sua empresa?
  • Quais as maiores barreiras que você encontra na negociação?
  • Como a sua empresa ajuda na decisão deles?
  • O que diferencia a sua empresa da concorrência?

Pesquise ideias de conteúdo

Não produza conteúdos com base no achismo. Pesquise para saber o que vai ao encontro do interesse do seu cliente. Dentro do tema macro, busque por palavras-chaves, usando o Planejador de Palavras do Google – o Google AdWords. Essa ação vai ajudá-lo a alcançar os clientes certos. A palavra-chave pode ser usada, também, para pesquisar ideias de conteúdo. Existem várias ferramentas que podem ajudá-lo. Uma opção é Feedly .

Desenvolva conteúdo que converta

Além de aumentar o tráfego no website ou blog, é preciso converter o usuário em leads e aumentar o seu mailing. Uma estratégia é atraí-los com e-books, testes, cursos, algum tipo de incentivo etc. Coisas que você oferece gratuitamente e recebe como “pagamento” o email ou outros dados da pessoa.

Estratégias de conteúdos B2B

Marketing de Conteúdo

Criar conteúdos relevantes é de fato um desafio. Nós destacamos algumas dicas que vão lhe dar uma mãozinha, principalmente, se você é marinheiro de primeira viagem.

Dicas e instruções

Para ajudar o consumidor a solucionar um problema, invista em mensagens que dão dicas ou passo-a-passo de como fazer algo. Ex.: Passo-a-passo para montar um departamento de vendas eficaz.

Informações e curiosidades

O mundo dos negócios gira em alta velocidade. As empresas precisam estar antenadas a tudo que afeta direta ou indiretamente o seu segmento de atuação. Então, facilite o trabalho do seu cliente. Os blogs, por exemplo, são excelentes canais de notícias e curiosidades.

Assuntos em alta

É imprescindível ficar atento aos assuntos que têm interessado o seu público. Um jeito de checar isso é por meio das redes sociais e blogs do segmento de atuação. Aproveite para falar a mesma língua deles.

Conteúdo compartilhável

Esse tipo de conteúdo gera mais visualizações e fãs e ajuda a aumentar o alcance da publicação.

Aposte na variedade

Uma dica legal é usar formatos diferentes – áudios, vídeos, infográficos, textos etc. Teste qual deles traz melhores resultados para cada tipo de público. Use essas informações a seu favor.

Escolha os canais

Além de se preocupar com a relevância e qualidade do seu conteúdo, é fundamental identificar onde e como os seus clientes potenciais fazem as pesquisas. A partir daí, inclua o posicionamento digital em seu planejamento. As principais plataformas são:

Redes sociais: importante na comunicação de qualquer empresa, de qualquer porte, porque são os canais onde as pessoas ficam mais tempo.

Marketing de Conteúdo

Blogs: eles não apenas ajudam a tornar seu negócio detectável nos mecanismos de pesquisa, como são a maneira mais eficaz de gerar tráfego orgânico de longo prazo para o seu site.

E-mail marketing: forma eficaz de falar diretamente com o seu público-alvo, oferecendo informações úteis e promoções. Por meio desta ferramenta, é possível qualificar leads ao longo do processo de compra, partilhando o conteúdo certo no momento certo.

Todas essas informações vão ajudá-lo na hora de produzir o seu Marketing de Conteúdo. E o que você acha de expandir seus conhecimentos e entender um pouco mais sobre a Internet das Coisas, ou IoT (Internet of Things), que é a onda “hype” do momento?

Você curtiu esse post? Compartilhe conosco os seus comentários.

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+

  1. Luiz Gabriel L. Cardozo

    Uma boa estratégia de conteúdo realmente faz a diferença, principalmente em ecommerce, pois deixa a loja menos dependente da compra de tráfego. E visitas orgânicas quase sempre geram melhor taxa de conversão pelo que avaliei na agência de marketing digital que trabalho.

  2. Pingback: Trade Marketing: o que é e para que serve? - SEGREDO VIDA BOA