vendasAs agências estão acostumadas a atender empresas dos setores de atacado e varejo com serviços de publicidade, marketing e até alguns serviços​ de comunicação​ digita​l, como construção de sites e gerenciamento de redes sociais. Mas por que não começar a oferecer, além do marketing, um novo canal de vendas? O e-commerce abre as portas para uma nova oportunidade para as agências, que passam a ter um diferencial em seu portfólio. Além disso, as empresas atendidas por agências terão a possibilidade de vender para um público maior, em um ambiente com cerca de 63 milhões de consumidores só no Brasil, segundo projeção realizada pela E-bit, empresa que realiza pesquisa e coleta informações em relação a consumidores e consumo online.

O empresário, ao buscar orientação sobre como aumentar suas vendas, se volta quase imediatamente para agências de publicidade, marketing ou marketing digital. Essa confiança deixa a agência em uma posição privilegiada e cria a oportunidade de inovação. É nesse momento que vale oferecer mais do que uma campanha de marketing, mas um novo canal de vendas.

Este novo canal gera a necessidade de divulgar ​ainda mais a marca do cliente-anunciante e de marcar sua existência e vantagens. Isso tudo vai gerar um aumento significativo de jobs deste cliente no planejamento da agência. Datas até agora não exploradas, por serem especificamente do calendário do e-commerce, agora geram mais demanda de trabalho e aumentam a verba de marketing. Além disso, o e-commerce viabiliza a venda em regiões que antes não eram exploradas, seja por cauda da distância ou do alto custo do ponto de venda.

Outra vantagem do e-commerce é que seu custo de implantação é muito menor do que se o cliente fosse fazer uma expansão física para atingir o mesmo número de pessoas. Seu alcance pode chegar a locais onde representantes comerciais não têm condições de ir. Os softwares de e-commerce podem focar tanto em B2C, voltado ao consumidor final, quanto em B2B. É possível, ainda, criar um único endereço de e-commerce que atinjam os dois públicos.

Como funciona a implantação de e-commerce?

Uma loja virtual funciona com apoio de uma plataforma – sistema que abrigará todos os produtos, vitrines, acessos e etc. Para implantar e ajustar essas plataformas, as agências têm duas escolhas:

  • Usar um sistema open source, gratuito. Exige uma equipe qualificada de programadores para personalizar a plataforma e ajustá-la de acordo com as preferências do cliente.
  • Usar uma plataforma proprietária, desenvolvida por terceiros. Boas plataformas de e-commerce privadas contam com um programa de parcerias para auxiliar as agências na parte técnica e comercial da implantação de e-commerce. Na Flexy, por exemplo, as agências recebem auxílio para montar o modelo de negócio de venda das lojas virtuais.

Aproveite o início do ano e busque se informar sobre esse canal de vendas, ele é uma oportunidade de crescimento para a sua agência. Procure também por parcerias com empresas especializadas nessa área, para que você possa oferecer um serviço de qualidade e não precise fazer tudo sozinho. [Webinsider]

…………………………

Leia também:

…………………………

Conte com o Webinsider para seu projeto de comunicação e conteúdo

>>> Veja como atuamos.

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+