Na área de planejamento de produtos e vendas, comunicação e atendimento ao consumidor é comum confundir os termos marketing e publicidade. Como se ambos fossem sinônimos, o que não é verdade.

Cada termo possui o seu significado e sua função prática no planejamento de pesquisa e desenvolvimento de um produto. Bem como no processo de posicionamento e elaboração da promoção junto ao público-alvo.

Marketing e Publicidade: O que é Publicidade?

Quando falamos em Publicidade, nos referimos a um conjunto de ações que visam tornar determinado produto, marca ou conteúdo conhecido do público. Porém, sem a utilização de espaços pagos. Ou seja, quando o publicitário ou assessor de imprensa redige um release ou postagem em redes sociais, e consegue atingir um grande número de veículos de imprensa e gerar compartilhamentos na internet, esse conteúdo se torna de alto alcance do público. Tudo isso de forma gratuita e orgânica.

Devemos conceituar também o significado da palavra “Propaganda”. Cujo efeito de propagar depende do uso de espaços pagos em veículos impressos e digitais. O objetivo é apresentar e oferecer determinado produto ou serviço.

A propaganda depende das estratégias definidas pelo departamento de mídia, da “house agency” (agência de comunicação interna pertencente à proprietária da marca) ou da agência de comunicação contratada.

A estratégia de mídia visa otimizar a verba que a empresa possui para veicular sua marca e produtos. Seja através de anúncios em revistas e jornais, spot em rádio, comercial em televisão, vídeo institucional em eventos, comercial para web, veiculado em plataformas de vídeos como o YouTube, ou a contratação de inventários, para veicular anúncios digitais no Facebook e Instagram. Além de muitos outros modos de divulgação.

Enquanto a publicidade torna algo público de forma gratuita, tornando o conteúdo em algo interessante para ser noticiado e compartilhado. A propaganda exige uma outra visão de planejamento, para veiculação paga de anúncios em suportes impressos, eletrônicos e digitais.

Marketing e Publicidade: O que é Marketing?

O Marketing é mais abrangente do que a publicidade, a propaganda e a distribuição de produtos. O marketing em sua visão mais ampla, começa desde a seleção da matéria-prima (ou da ideia inicial). A conclusão é na sua atuação estratégica, no momento da elaboração de serviços de garantia e de logística reversa.

Porém, na visão do marketing 4.0  (que afirma a convergência das mídias impressas e digitais no processo de engajamento do cliente) o marketing não possui um ponto inicial ou final. Pois a informação está cada vez mais nas mãos do cliente. O que exige um processo cada vez mais rápido de renovação de produtos e serviços.

Mas, podemos conceituar que o marketing é o conjunto de ferramentas e soluções que visam atender necessidades, desejos e expectativas de clientes. Posicionando produtos e serviços para tal fim. Portanto, numa visão estrutural, a publicidade e a propaganda estão integrados no planejamento geral do marketing.

Promoção, produtos, marketing e publicidade: Qual a relação?

O marketing está envolvido com o desenvolvimento e a gestão de um produto. Bem como da praça (local de abrangência), do preço e das promoções (atividades para posicionar e tornar o produto mais conhecido e consumido). A principal missão do marketing prático é desenvolver produtos que atendam às necessidades atuais do público-alvo. Disponibilizando o mesmo no lugar certo, pelo preço mais acessível.

Por exemplo, um produto de alto envolvimento, como um automóvel de luxo de alto desempenho, não é vendido em qualquer tipo de loja. E muito menos por qualquer preço. Por outro lado, um produto de baixo envolvimento, como uma barra de chocolate, pode ser vendido em diferentes tipos de estabelecimentos. Sejam lojas de departamentos, lojas de conveniência, supermercados, farmácias, banca de jornal, ou similares.

E com diferentes tipos de preços, dependendo do valor agregado ao produto, como características do chocolate, recheio, tamanho, marca, etc. Porém, ambos os produtos, o carro e o chocolate atiçam o desejo dos consumidores.

O mix de marketing se refere à : produto (ou serviço), preço, praça e promoção. É pesquisando e planejando o mix de marketing, que os profissionais conseguem que a marca se aproxime de seu público. Enxergando as suas necessidades e desejos.

Variável do produto

Quando um produto é muito conhecido e aceito no mercado, é mais fácil para o profissional de mídia ou assessor de imprensa torná-lo público. Isso sem gastar grandes fortunas com campanhas em veículos impressos e digitais. Por exemplo, há alguns anos atrás, vídeos na internet, mostrando as utilidades da Coca-Cola na vida cotidiana das pessoas viralizou. E sem gerar percepção negativa da marca e nem de seus produtos.

Além da Coca-Cola, marcas como Levi’s, Visa, HP, entre outras, mantêm ótimos resultados de market-share (participação de mercado) e de aceitação. Quando falamos em variável de produto, nos referimos ao fato de que um produto é um objeto físico ou um serviço existente. Porém, apenas enquanto a atividade ou uma ideia está sendo exercida.

Retornamos ao exemplo da marca Coca-Cola. Quando o cliente compra uma garrafa desse refrigerante, ele está comprando um produto físico. Mas, se outro cliente utiliza essa Coca-Cola para servir em seu buffet numa festa,  evento ou viagem. A Coca-Cola (produto físico) é utilizada como insumo (conteúdo) no serviço prestado para organização de festas.

Mas, se alguém tiver a ideia de utilizar a Coca-Cola como ingrediente de um novo tipo de doce ou bebida, o inventor irá gerar outro tipo de produto. Porém, a partir da Coca-Cola.

Além da utilização ou modificação de produtos, a variável de produtos também envolve mudar nomes de marcas e embalagens. O objetivo é atingir novos públicos. Essa área está mais ligada ao setor de “branding” (gestão de marca).

Nos anos 1990, por exemplo, a TV Bandeirantes passou a adotar o termo “Band”. O objetivo era manter a marca mais presente entre seus telespectadores.

Veja Também: Onde está o consumidor na estratégia de sua empresa?

Conclusão

Devemos considerar que marketing e publicidade não são sinônimos. Outro erro recorrente é confundir marketing com vendas. A venda é um resultado dos esforços de planejamento e desenvolvimento de produtos. Também envolve muita pesquisa de mercado e de qualidade. Além de distribuição estratégica, branding, posicionamento, comunicação aplicada ao mercado (publicidade, propaganda, informação interna e externa nas empresas), entre outras atividades.

Portanto, quando o profissional possui visão estratégica de mercados e produtos, terá maior condições para posicionar marcas e produtos para o público certo. No lugar certo e com o preço mais acessível para aquele perfil de público.

Um produto pode ter as melhores qualidades de segmento de mercado, o melhor custo-benefício, o melhor preço e os melhores valores agregados. Mas de nada adiante se ninguém o conhece.

Tornar um produto conhecido é a principal missão dos profissionais de Publicidade e Propaganda. Sempre buscando conhecer cada vez mais a mídia utilizada e o público ao qual pretende atingir.

Por isso, sempre que alguém afirmar que marketing e publicidade são as mesmas coisas, não aceite como verdade. São conceitos que trazem com si estratégias e conhecimentos diferentes. Porém, ambos, quando bem aplicados, farão com que um negócio tenha resultados melhores e mais lucrativos.

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+