Métricas de e-commerce mostram o caminho da conversão

Nova Escola de Marketing
22 de Fevereiro de 2017

Acompanhe tudo: custo de aquisição por cliente, abandono de carrinho, tíquete médio, rentabilidade do produto, rejeição, visitantes, margem de lucro.

Métricas mostram o caminho da conversão no e-commerceO sucesso de qualquer negócio digital, ligado a vendas, depende de um acompanhamento criterioso e detalhado, com todas as informações e dados estatísticos para que o empreendedor saiba em que pé está o seu negócio.

Existem algumas métricas para acompanhar a conversão de seu e-commerce que não podem ser ignoradas, como por exemplo a taxa de conversão, que indica o desempenho das vendas feitas pela internet.

O cálculo da taxa de conversão é bastante simples: basta medir a quantidade de vendas, multiplicar por 100 e dividir o resultado pelo número de visitantes únicos da loja virtual. O resultado é um percentual, indicando a taxa de conversão. No caso de haver 1000 visitas diárias e se houver 50 vendas no dia, essa taxa será de 5%.

Além da taxa de conversão, existem outras métricas para acompanhar a conversão de seu e-commerce que são essenciais para fazer o levantamento do seu empreendimento, de modo a ter condições de tomar decisões mais direcionadas sobre os investimentos que devem ser feitos.

Saiba mais nesse vídeo:

Veja algumas destas métricas:

Custo de aquisição por cliente (CAC)

Para que uma loja virtual seja conhecida, visitada e começar a vender, é necessário investir em marketing, através das diversas ferramentas como e-mail marketing, posts pagos no Facebook, Google AdWords e outros recursos. Todas essas ferramentas possuem um custo, embora um e-mail, por exemplo, só tenha o custo do tempo e do uso da internet. No entanto, todo e qualquer custo deve ser considerado.

O CAC é uma ferramenta utilizada para calcular o quanto é necessário gastar para que um cliente visite a loja virtual e faça uma compra. É uma métrica que permite também saber quais são as técnicas que estão trazendo mais resultado e onde o empreendedor irá saber o que precisa melhorar e o que deve eliminar, já que não funciona.

O cálculo é bastante simples: basta somar todos os custos com prospecção com clientes e dividir pelo número de vendas efetivamente feitas.

Abandono de carrinho na loja virtual

Até mesmo num supermercado um carrinho abandonado é preocupante: demonstra que uma pessoa pretendia fazer uma compra e, por um motivo ou outro, acabou indo embora sem efetivá-la.

Na loja virtual, um carrinho abandonado é ainda mais, uma vez que o visitante colocou itens no carrinho de compras, mostrando sua intenção em adquirir um produto ou mais e que, por qualquer motivo, desistiu.

O empresário digital deve procurar saber o motivo da desistência e procurar sanar o problema, que tanto pode ser pelo valor do frete ou o prazo de entrega. Existem meios de saber mais a fundo e corrigir esses problemas.

Veja também nesse vídeo:

Tíquete médio

O cálculo do tíquete médio nos mostra a média do preço total de vendas, além do volume de receita que uma loja virtual pode gerar.

Por essa métrica ficamos sabendo se todo o processo de venda está valendo a pena, juntando a prospecção, o preço do produto e os valores de entrega, entre outros itens.

Um dos pontos que deve ser analisado é quando há compras com valores muito baixos, o que significa que não valeu a pena todo o trabalho de divulgação e de prospecção.

Nesse caso, é preciso encontrar estratégias para fazer com que os visitantes e usuários comprem mais.

O tíquete médio é calculado pelo valor total das vendas num determinado período, que pode ser diário, semanal ou mensal, por exemplo, dividido pelo número de vendas nesse período.

Rentabilidade do produto

A rentabilidade do produto vai mostrar quais são os produtos mais procurados e que são o que podemos chamar de âncoras do negócio. Conhecendo esses produtos, é mais fácil destacá-los na home page da loja virtual, nas campanhas com links patrocinados e nos itens relacionados.

O objetivo desta métrica é aproveitar o sucesso do produto para vender não apenas ele, mas para atrair o cliente para outros. Você pode verificar essa métrica através do Google Analytics, em Conversões > Comércio Eletrônico > Desempenho de produto .

Taxa de rejeição

Em todas as lojas virtuais ocorrem casos de clientes que compram apenas uma vez e não retornam nunca mais e essa métrica pode ser vista através da taxa de rejeição. Veja como funciona: se a rotatividade apresentar um refugo de 80 a cada 100 pessoas, isso quer dizer que 80% dos visitantes não voltam a comprar em seu site.

Essa métrica serve para o empreendedor digitar buscar novas ações para fidelização dos clientes, fazendo promoções ou encontrando alternativas para atraí-los e mantê-los como clientes.

Número de visitantes

Uma coisa é certa: quanto mais visitantes tiver sua loja, maior é a possibilidade de aumentar as vendas. Os números de visitantes podem ser vistos nas ferramentas que monitoram o tráfego, como o Google Analytics, a mais popular entre elas.

Essa é uma excelente métrica para saber os resultados das ações de marketing, podendo verificar se há algo errado nos preços, no layout da loja, nas imagens ou nas informações, além de outros pontos que podem se apresentar como problema para seu e-commerce. É preciso notar que, quando muitos visitantes aparecem na loja e as vendas são poucas, algo está errado.

Margem de lucro por produto

A margem de lucro de cada tipo de produto é importante para o sucesso financeiro do empreendimento. Se sua margem de lucro está baixa, é preciso analisar seus preços, verificar como estão sendo praticados pela concorrência e, se for o caso, aumentar os valores ou, de outra forma, priorizar os produtos que trazem mais resultado.

Índice de reclamações

Fique atento ao número de reclamações de seus clientes, já que esse índice provoca impactos diretos nas suas vendas. O primeiro e mais importante passo para que um e-commerce dê resultado é conquistar a confiança dos clientes, principalmente porque a maior parte deles confere a reputação da loja antes de fazer a compra.

O índice de reclamações pode ser visto em sites como o Reclame Aqui, mas você também pode fazer isso dividindo o número de reclamações pelo número total de visitas. Se o resultado for grande, procure avaliar o que está sendo feito de errado e onde está a falha, para buscar meios de corrigir.

Conclusão

Verificando o seu negócio através dessas métricas para acompanhar a conversão de seu e-commerce de forma constante você poderá corrigir a maior parte das falhas e melhorar o desempenho de sua loja virtual, gerando mais vendas e conseguindo maior lucratividade.

A maior parte das plataformas de e-commerce já oferece grande parte desses controles e, se você quer ter sucesso, deve procurar o melhor para o seu negócio virtual. [Webinsider]

As competências profissionais para e-commerce

Leia também:

Precisamos falar sobre a segurança de seu e-commerce

Preciso ter empresa para vender online?

Como atrair visitas para uma loja virtual

Avalie este artigo:
Share this...
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *