É possível sim criar e manter um negócio sem funcionários, além do dono. E não estamos falando apenas de microempreendimentos. Nos EUA, existem inúmeros exemplos de  negócios extremamente enxutos com receita perto de 1 milhão de dólares.

Você pode estar se perguntando: o que esses empreendedores vendem? Na verdade, eles estão em diversos segmentos: serviços profissionais, investimento imobiliário, cursos online, vendas pela internet etc.

As estatísticas sobre o negócio sem funcionários, nos Estados Unidos, mostram que em 2013 eram mais de 30 mil empreendedores individuais arrecadando 1 milhão de dólares cada, contra 26 mil, em 2011. E existe outro batalhão deles chegando perto desse resultado.

O que impulsiona o negócio individual?

Negócio sem Funcionários

A internet, é claro, com o seu crescimento rápido e as facilidades de acesso, abriu um leque de oportunidades para se trabalhar sozinho, em um mercado sem fronteiras e barato. Muitos empreendedores enxergaram isso e entraram de cabeça nesse ramo.

No entanto, existe outro fator que impulsiona o negócio sem funcionários. E segundo os estudiosos, é a mudança de atitude dos empreendedores. À medida que começam a se expandir, eles apelam para formas não tradicionais. Ou seja, ao invés de ter equipe própria, preferem fazer contratos ou terceirizar as atividades.

A realidade no Brasil

Também é grande o percentual de negócio sem funcionários no Brasil. Levantamento do IBGE, em 2012, apontou que metade das empresas funcionava apenas com o dono e/sócio, sem empregar ninguém. No entanto, uma das principais motivações por aqui é o alto custo da contratação pela CLT.

Esse empreendedor individual brasileiro também recorre a contratações temporárias e terceirizações para driblar os custos e crescer. No entanto, o crescimento é tímido, porque a grande maioria desses empresários se encaixa no perfil de microempreendedor, com faturamento limitado por lei.

E quando se trata de ganhar dinheiro, e não apenas sobreviver e pagar contas, os negócios online no Brasil são igualmente as melhores opções.

Dicas para um negócio sem funcionários de sucesso

Negócio sem Funcionários

Simplifique

No início do negócio, leve o seu produto ou serviço diretamente ao consumidor, sem passar por atacado ou varejo. Esse contato direto com o cliente oferece feedbacks valiosos e, ainda, lhe dará controle total sobre a sua marca e possibilidade de crescimento mais rápido.

Automatize

Existe tecnologia pra quase tudo – mais ou menos, dependendo do modelo do seu negócio. Use-a como aliada e automatize seu negócio, começando pelos canais de vendas ou mercado eletrônico. Faça isso também no marketing, com anúncios no Facebook, por exemplo. E os especialistas recomendam automatizar o suporte de solicitações de entrada, permitindo assim resolver uma questão ou consulta com apenas um clique. Existem muitos aplicativos e outras opções no mercado.

Terceirize

Em um negócio sem funcionários, tempo é dinheiro. Então, não desperdice seus valiosos minutos com atividades que não contribuem diretamente para o resultado final. Delegue o máximo possível e coloque outras empresas especializadas para tocar todas as tarefas que contribuem para tornar o seu empreendimento mais eficiente. Faça isso nas vendas, no marketing, na publicidade e até nas finanças.

Prestadores de serviços

Quando a demanda crescer e o gerenciamento da empresa começar a complicar a sua vida, contrate profissionais para ajudá-lo. Preste atenção: nós estamos falando de contratados e não de empregados. Muitos empreendedores individuais de sucesso contam com equipes ou empresas prestadoras de serviços capacitadas e confiáveis para que possam expandir o negócio sem funcionários.

Controle-se

A todo instante vai aparecer uma opção tentadora para alavancar o seu negócio. Se você sempre cair em tentação de aderir à uma novidade, correrá o risco de ficar pulando de galho em galho e não colher os frutos esperados. Mas isso não significa colocar uma viseira e se fechar para as oportunidades. A palavra-chave aqui é equilíbrio.

Exemplos de empreendimentos individuais de sucesso

Fitness on the Go – Dan Mezheritsky

Essa é uma franquia de treinamento pessoal em casa, com sede em Vancouver, Canadá. Criada em 2005, alcançou um faturamento anual de US $ 1,5 milhão, em 2016, construindo uma rede de personal trainers certificados. Detalhe: todos eles são contratados. Mezheritsky também automatizou atividades repetitivas, como por exemplo, cálculo do faturamento da sua equipe, gerenciamento de relacionamento, programas de recompensas etc.

The Babysitting CompanyRachel Charlupski

Essa é uma rede com mais de 1.500 babás e cuidadores, todos contratados. É mais um negócio sem funcionários que também tem uma receita acima de US 1,5 milhão. Começou oferecendo o serviço de babás em hotéis de Phoenix, EUA, e expandiu a atuação para outros ambientes, como casamentos, eventos esportivos etc. A sua equipe cuida dos familiares das pessoas que participam desses eventos. Para crescer, Charlupski lançou mão da terceirização nas tarefas como mídia social e marketing.

SpyGuySecurity.comAllen Walton

Aqui, um negócio sem funcionários que atua no ramo de câmeras de segurança. Walton deixou seu emprego formal em uma loja do mesmo segmento para se lançar no mundo empreendedor, em Dallas, EUA. Hoje, comercializa mais de 100 produtos em sua loja on-line e tem uma receita de mais de US $ 1 milhão.

PeterLeeds.com – Peter Leeds

O negócio de Leeds é ajudar as pessoas a ganharem dinheiro com ações, mesmo que elas não tenham experiência. Ele usou sua habilidade com finanças e investimentos para se lançar num empreendimento solo (NY). A empresa caminha para uma receita superior a US $ 1 milhão e Leeds garante que tudo está automatizado. Apesar de começar sozinho, ele decidiu contratar funcionários à medida que a empresa começou a crescer muito.

Conclusão

Negócio sem funcionários não é sinônimo de pequeno empreendimento, É possível ganhar dinheiro e se destacar no mundo empreendedor. Na era digital, inclusive, é cada vez mais possível aumentar a receita, trabalhando sozinho, apoiando-se nas terceirizações e contratações, em substituição aos empregos formais.

Se você é empreendedor ou está pensando em entrar para o no mundo dos negócios, precisa se manter atualizado. Um caminho para isso é a leitura. Ah, você não tem tempo. Tudo bem, existem plataformas que oferecem resumos das principais obras, como por exemplo, a 12Min.

Você pode conhecer, também, os 10 melhores livros para quem quer começar um negócio. Existem ainda os TEDs Talks, podcasts, artigos na internet etc. Tem muita coisa de qualidade disponível pra você.

Bons estudos e muito sucesso!

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+

  1. Luciana Fernandez

    Esse empreendedor individual brasileiro também recorre a contratações temporárias e terceirizações para driblar os custos e crescer. No entanto, o crescimento é tímido, porque a grande maioria desses empresários se encaixa no perfil de microempreendedor, com faturamento limitado por lei.