“Se você deseja causar pequenas mudanças na sua vida, trabalhe a sua atitude. Se deseja causar mudanças grandes e primordiais, trabalhe o seu paradigma”. Stephen Covey, autor do livro “Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes”, acredita que para alcançar mudanças reais na sua vida, é preciso alterar a forma como você enxerga o mundo, seus hábitos e seu caráter. Só assim seu destino pode ser transformado.

Stephen foi um escritor americano e seu livro sobre os hábitos das pessoas eficazes foi escrito em 1989, tendo chegado às principais listas de best-sellers do mundo. Ele também é fundador da empresa Covey Leadership Center da Franklin Covey Corporation, consultorias que ajuda empresas e pessoas a planejarem melhor.

Mestre em Administração pela Harvard e doutor pela Universidade Brigham Young, ele utilizou seus conhecimentos durante toda a vida para instruir as pessoas a se tornarem versões melhores de si mesmas – incluindo ex-presidentes americanos, como Bill Clinton.

Neste artigo, eu trouxe todos os hábitos descritos por ele em seu livro, com os principais ensinamentos de cada um. A obra também está disponível na plataforma do 12Min, que traz microbooks, ou resenhas, dos maiores livros de não ficção do mundo. Não deixe de conferir e comece a ler um livro por dia hoje mesmo!

Boa leitura!

Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes

Hábito 1: Adquira proatividade

O primeiro hábito descrito por Stephen Covey em Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes diz respeito à proatividade. Para se tornar mais efetivo, comece tomando o controle da sua vida e reaja diante das oportunidades e situações. No entanto, não deixe os seus valores de lado em nenhum momento: sempre aja de acordo com eles. Para isso, siga quatro preceitos:

  • Autoconhecimento: entenda seus sentimentos e pensamentos antes de começar a agir.
  • Imaginação: não aja sempre dentro da caixa, procure sair dela para criar novas formas de fazer as coisas.
  • Consciência: aqui mora a sua capacidade de distinguir o bem do mal e fazer a escolha certa.
  • Livre arbítrio: seu autoconhecimento lhe diz uma coisa, mas você pode escolher outra, como for mais conveniente.

Para Stephen, uma pessoa pró-ativa toma as próprias decisões. Além disso, é sempre guiada pelos seus valores e o que é a coisa certa a fazer. Assim, ninguém é capaz de afetar seus sentimentos sem você permitir. Por isso, colocar a culpa dos seus problemas nos outros não é o caminho certo.

Um elemento que cumpre papel importante na proatividade é a linguagem. A forma como falamos tem poder de alterar como pensamos e o que fazemos. Por isso, uma dica para começar a mudar seu paradigma mental é utilizar sempre mais frases ativas e menos passivas.

Pare de dizer que “Fulano fez algo comigo”. Escolha mais “permiti que Fulano fizesse isso comigo, o que posso fazer para não acontecer mais?”. Foque no que você pode e consegue controlar para se tornar uma pessoa mais eficaz.

Hábito 2: Comece com um fim em mente

Stephen Covey explica que nenhum plano funciona se você não começa pelo fim. Defina um objetivo final e pleneje: tudo o que você fizer precisa colocá-lo mais próximo desse fim. Esse hábito é típico da liderança pessoal, que determina que todos os dias devem ser assim: começar cada manhã com uma meta e trabalhar nela até a tarde.

Para o autor, o planejamento deve envolver a avaliação de resultados que cada ação pode trazer. Para nunca perder o objetivo de vista, liste os valores e princípios que regem a sua vida e descreva os objetivos maiores que pretende alcançar. Isso irá se tornar basicamente a sua missão e deverá ser tida como um padrão da sua vida e funciona como uma bússola para guiar a sua vida.

Ao fazer isso, você se torna mais proativo, toma decisões mais acertadas, se comunica melhor com as pessoas ao seu redor e fica mais calmo com relação às escolhas feitas na vida. Além disso, você vai se ver chegando mais próximo da pessoa que realmente quer ser.

Stephen explica que, muitas vezes, nos afastamos do nosso objetivo. Isso tem muitos motivos e nem sempre nos damos conta do que está acontecendo. Você pode, por exemplo, acabar se concentrando nas coisas erradas, atingindo vitórias que não estão relacionadas ao objetivo.

Outro ponto interessante que o livro Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes traz é a ideia de que ter um objetivo em mente significa exercitar a sua imaginação. É como se algo fosse criado duas vezes, uma na sua cabeça e uma na realidade, fisicamente. Ou seja, solte a imaginação – como você se imagina quando chegar ao seu objetivo?

Hábito 3: O que vem Antes

Agora que você já sabe o caminho para tomar decisões mais acertadas, que estejam de acordo com o que você quer e aonde quer chegar. O próximo passo é saber ordenar as suas prioridades, colocando o que é mais importante primeiro.

Para conquistar grandes mudanças na vida, você precisa controlar o seu tempo. Afinal, existe uma quantidade limitada dele na sua vida. Por isso, gaste sua energia primeiro com o que mais importa e em seguida, se sobrar um pouco, concentre-se em outras coisas. Assim, você elimina as distrações que causam atraso na sua vida.

Crie o hábito de sempre começar pelo que o coloca mais próximo dos objetivos e tenha uma vida mais balanceada.

Hábito 4: Pensamento Win-Win (todos ganham)

Em Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes, Stephen Covey sugere um hábito que é capaz de mudar o seu padrão de pensamento. É comum pensarmos que quando alguém ganha algo, outra pessoa tem que perder algo. Isso não é verdade. A maioria das situações da vida não são competições e é possível que todos saiam ganhando (win-win, ganho-ganho).

O principal motivo para pensar assim é ver que você não precisa ser inimigo das pessoas. Ou então torcer pela derrota delas a fim de conquistar seus objetivos. Assim, além de conseguir o que precisa, ganha a lealdade de quem está envolvido.

Lembre-se de que, se você ganhar e a outra pessoa perder, pode ser que vocês se tornem inimigas, sem nenhum motivo real para isso. Quando a situação não for win-win, avalie se não vale mais a pena desistir e contar com a lealdade do outro mais tarde.

Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes

Hábito 5: Entenda primeiro para depois ser entendido

Por falar em lealdade, chegamos ao quinto hábito ensinado por Stephen Covey. Ele explica que nossos relacionamentos precisam ser cultivados e é necessário investir tempo e energia neles. Quando maior o equilíbrio entre o quanto você entrega e o quanto a outra pessoa entrega, maior a confiança que vocês terão um no outro.

O problema é que esse equilíbrio é difícil de alcançar. É preciso compreender o outro, o que ele precisa e como você se encaixa na história. Isso só pode ser atingido por meio da comunicação honesta e direta. O hábito de se comunicar de forma eficaz é essencial no seu dia a dia e nas suas relações.

Escute as pessoas o máximo que puder e sempre com o objetivo de entender o que estão falando. Não pense na resposta que você quer dar sem entender de verdade e sempre procure ter empatia para compreender sem julgar e sem entender baseando-se na sua própria experiência.

Depois de ouvir com empatia, você pode ajudar a outra pessoa a tomar uma decisão win-win. No entanto, lembre-se de que é preciso esforço e dedicação para conseguir criar esse hábito. Por isso, comece aos poucos e prestando atenção na sua reação quando as pessoas desabafam, falam e contam sua história. Para facilitar, evite quatro comportamentos comuns de quem não ouve com o coração aberto:

  • Avaliação: você julga e decide se concorda ou não antes de ouvir.
  • Sondagem: você faz perguntas de acordo com o seu ponto de vista.
  • Aconselhamento: você oferece conselhos e soluções para o problema.
  • Interpretação: você analisa o motivos e comportamentos de outros baseando-se em sua própria experiência.

Claro, existem situações nas quais a sua opinião de acordo com o seu ponto de vista importa. Nesse caso, é preciso que a pessoa ativamente peça o seu conselho.

Hábito 6: Aproveite-se da sinergia

Esse hábito mostra que você não pode chegar aos seus objetivos ou causar mudanças na vida sem trabalho em equipe. Suas relações precisam ser trabalhadas e você deve construir confiança para, em conjunto, alcançar novos patamares. É disso que a sinergia trata.

Sinergia significa que as partes se somam de um jeito harmonios. Conseguem cooperar entre si para criar formas criativas de chegar ao resultado desejado. Todos têm muito a ganhar. Afinal, quando muitas perspectivas diferentes se unem, é possível encontrar caminhos nunca antes imaginados, que não poderiam ser descobertos por uma pessoa só.

Exercitar a sinergia deve ser um hábito nos momentos em que você trabalha com outras pessoas. No entanto, tenha em mente que sinergia não é fazer com que todos concordem, mas combinar os pontos de vista para encontrar soluções criativas. Não é fazer com que todos pensem em uniformidade, mas unidade, combinando o melhor de cada parte.

Essa influência mútua entre as pessoas que sabem ter uma atitude win-win e conseguem ouvir com empatia traz não só resultados melhores, mas também insights que geram crescimento pessoal. Ao praticar esse hábito, você incentiva os outros a fazerem o mesmo, criando uma rede de evolução mútua.

Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes

Hábito 7: Afie sua serra sempre

Marceneiros costumam afiar suas serras para sempre, todos os dias, a fim de conseguir um bom resultado ao cortar a madeira. Isso não pode ser deixado de lado, caso contrário, a serra pode perder para sempre o fio. É isso que você deve fazer com seus hábitos: eles devem sempre ser afiados.

Ou seja, não é preciso trazer novos hábitos para a sua vida, mas afiar os que você já tem. Seguindo a analogia, é muito comum que as pessoas fiquem condicionadas a apenas serrar a madeira, focadas no trabalho em si, esquecendo-se da essência, que está no hábito e no ato de afiar a serra. Aos poucos, sem manutenção, a serra perde o fio e é preciso mais e mais esforço para executar o trabalho.

Lembre-se de que, mesmo que a manutenção dos seus hábitos não traga resultados tão imediatos e palpáveis, é essencial que ela aconteça. Para “afiar a sua serra”, foque nestes pontos:

  • Físico: exercícios físicos, nutrição e controle do estresse devem fazer parte do seu dia a dia. Com o corpo debilitado, você perde energia e disposição e isso não o ajuda a manter seus hábitos e trabalhar para chegar ao seu objetivo.
  • Espiritualidade: renove sempre o compromisso com os seus valores, sejam eles atrelados a uma religião, à literatura, meditação, música ou qualquer outra coisa que o coloque em contato com o que você acredita.
  • Mentalidade: leitura, escritura e planejamento ajudam a “organizar” a sua mente, o que ajuda as suas prioridades a se manterem em foco.
  • Socialização e laços emocionais: seja empático e pense win-win.

Se você trabalhar cada um desses pontos no seu dia a dia, estará afiando a serra sempre.

Hábitos capazes de mudar a sua vida

Agora que você já conhece todos os hábitos que são capazes de fazer de você uma pessoa mais eficaz e feliz, que tal começar agora? O que você pode fazer hoje para “dar o play” e implementar os hábitos daqui a diante?

Stephen Covey pesquisou hábitos de pessoas eficazes para listar suas ideias. Aprenda mais, agora com empresários brasileiros, lendo este post!

Ah, e não deixe de conferir o microbook completo de Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes na plataforma do 12Min!

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+