Você decide comprar uma secadora de roupas, então, começa a pesquisa pela internet. Entra em um site de eletrodomésticos, olha todos os modelos, checa os preços e deixa pra decidir depois. Aí, como num passe de mágica, sempre que você acessa um site qualquer, aparece um banner sobre secadoras de roupas. Ou seja, na prática, você conhece a estratégia de remarketing.

Mas o que é remarketing?

Remarketing

Remarketing é uma estratégia de marketing digital usada para atrair de volta o consumidor, depois que ele acessa um site e sai sem converter. Ou seja, ele desconecta antes de pedir alguma informação, fazer uma comprar ou realizar qualquer outro tipo de ação.

Com o remarketing, você tem a chance de entrar em contato novamente com um consumidor potencial e, provavelmente, comemorar a inclusão dele na sua lista de clientes.

Como isso funciona?

Não tem mágica alguma. O que existe é tecnologia e planejamento. O Google disponibiliza uma ferramenta específica para remarketing, também chamada de retargeting.

A empresa que utiliza o Google para remarketing tem seus anúncios gerenciados pelo Google AdWords e, assim, eles são exibidos em sites acessados pelo seu público-alvo.

O remarketing funciona por meio de cookies, que ficam guardados no computador do visitante, linkados a uma tag acrescentada no código do seu site.

Dessa forma, quando o usuário navega por outros sites, o Google identifica o cookie e exibe os anúncios que você desenvolveu para a campanha de remarketing – isso ocorrer por aproximadamente um mês. Depois desse período, os cookies são apagados e o usuário não mais visualizará os seus anúncios.

Por que remarketing é importante?

Remarketing

Pesquisas sobre as pessoas que acessam os sites de vendas online mostram que:

  • 96% delas não convertem no primeiro acesso;
  • 50% tendem a visitar o site de novo – 2, 3 ou mais vezes, antes de concretizarem uma compra;
  • Mais de 80% dos carrinhos online foram abandonados em 2017 e mais da metade dos produtos colocados neles nunca foram comprados.

Nesses casos, o remarketing funciona como ferramenta de engajamento com o seu público-alvo. Mas existem outros bons motivos pelos quais você deve investir em remarketing. Veja alguns:

Reconhecimento da marca online

43% das empresas usam o remarketing com essa finalidade, no início do processo de compra, tornando-se assim a autoridade em seu produto. Isso deve trazer os consumidores de volta ao seu site, quando eles estiverem prontos para comprar.

Conquistar novos clientes

Remarketing

56% das empresas usam o remarketing para recuperar visitantes, exibindo anúncios em sites de notícias, blogs, artigos etc. Com o remarketing, você cria mensagem personalizada estimulando o usuário a revisitar o seu site e comprar.

Atingir o cliente do seu concorrente

Você pode aumentar a sua lista de clientes, pescando-os dos seus concorrentes. 11% das empresas fazem isso, exibindo seus anúncios no navegador do usuário, depois que ele acessa seu website ou pesquisa uma determinada palavra-chave. Isso significa que você pode segmentar pessoas que visitaram sites altamente relacionados ao seu produto, incluindo seus concorrentes.

Lembrete digital

Remarketing

O usuário visitou seu site e saiu. Não o deixe esquecer do seu produto. O remarketing funciona como um lembrete do desejo dele de comprar no seu site. Assim, ele é induzido a voltar e fechar o negócio.

Relacionamento ampliado

O remarketing permite a empresa evoluir no relacionamento com o consumidor potencial, incluindo opções novas e sofisticadas.

Incremento das venda

Todo o esforço visa vender o seu produto, hoje ou no futuro. E o remarketing aumenta as conversões no seu site, por isso as empresas usam essa ferramenta para conquistar clientes, aumentar a taxas de conversão e melhorar a lucratividade.

Pontos de atenção

Um remarketing bem planejado pode reduzir seus esforços de marketing tradicional e incrementar suas vendas. Mas você deve ficar atento aos seguintes pontos:

  • Saiba exatamente quem é seu público-alvo.
  • Mantenha consistência entre sua oferta e a sua página, caso contrário, o consumidor sentirá enganado se clicar em um link e não achar a sua oferta.
  • Esqueça os websites de baixo desempenho.
  • Modere na dose e não pareça agressivo para o consumidor. Isso pode assustá-lo e levá-lo pra longe de você.
  • Teste, teste e teste de novo para verificar o que realmente funciona e o que precisa ser reajustado.

Planejamento estratégico

Remarketing

Remarketing não funciona se você apenas exibir seus anúncios repetidamente para os visitantes do seu site. A estratégia de tentar vencer pelo cansaço é uma péssima ideia. Você vai dar um tiro no pé. Suas mensagens deixarão de ser relevantes, o percentual de cliques vai despencar etc.

O certo é investir em um planejamento estratégico para atingir o consumidor em diferentes estágios do processo de compra: conscientização, consideração, compra ou fidelização. Nesse caso, a segmentação do mailing funciona muito bem.

A segmentação permite exibir os anúncios certos, para a pessoa certa, na hora que ela realmente precisa. São as chamadas listas relevantes. Veja alguns exemplos dessas listas:

  • Usuários que visitaram mais de três páginas do seu site.
  • Usuários que se inscreveram no seu blog.
  • Usuários que clicaram no link do seu perfil nas redes sociais.
  • Usuários que responderam uma pesquisa.
  • Usuários que fizeram o download de um e-book etc.

Conclusão

O remarketing é uma ferramenta poderosa para atrair de novo um consumidor que visitou o seu site. Tem funcionado bem para muitas empresa. No entanto, disparar um mundo de mensagens para toda a sua lista, a cada minuto, não gera resultados positivos. O seu sucesso depende de planejamento e monitoramento.

Gostou desse post? Deixe aqui o seu comentário.

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+