A Responsabilidade Social Empresarial é um conceito que avalia a relação das empresas com a sociedade, a comunidade local e com o meio-ambiente.

Segundo o Instituto Ethos, a Responsabilidade Social Empresarial, também referida pela sigla RSE, é “a forma de gestão que se define pela relação ética e transparente da empresa com todos os seus públicos e pelo estabelecimento de metas empresariais compatíveis com o desenvolvimento sustentável (DS) da sociedade, preservando recursos ambientais e culturais, respeitando a diversidade e promovendo a redução das desigualdades sociais.” 

Em um mundo repleto de notícias ruins, que fazem parte do noticiário cotidiano, a presença de fatos animadores e inspiradores tem sido rara. Ainda mais quando se refere ao universo empresarial.

Muitas vezes, o senso comum, erroneamente, diga-se, aponta as empresas como organizações que causam severos danos ao meio-ambiente, enquanto exploram econômica, psicológica e fisicamente os seus empregados.

É verdade que em muitas empresas, infelizmente, a Responsabilidade Social não passa de uma bela no site e nas cartilhas entregues aos empregados e parceiros. Por outro lado, no entanto, esta classe de empresas tem desaparecido.

Casos famosos de empresas que são flagradas desrespeitando as leis ambientais, seja em seu próprio país, ou mesmo no exterior, que se utilizam de mão-de-obra escrava ou semiescrava, e tiveram sua reputação desmanchada em segundos, podem ser facilmente encontrados.

Porém, há sempre o outro lado. Casos nos quais as empresas conseguem demonstrar respeito e preocupação com o meio-ambiente. Bem como com a comunidade local que é afetada pelas suas atividades e com o bem-estar humano de seus funcionários também estão aos montes por aí.

Neste artigo, será demonstrado como a publicidade das ações de Responsabilidade Social são uma poderosa ferramenta de marketing empresarial. Isso quando elas são genuínas e, de fato, tenham gerado ganho para a sociedade.

Veja Também: Dez tópicos para a prosperidade empresarial

Meios para divulgar a Responsabilidade Empresarial Social

Se a sua empresa promove programas de reciclagem, ou possui normas e treinamento de preservação ambiental, é importante compartilhar estas informações com o público. Mesmo que ele não seja um potencial cliente.

Conteúdos desta natureza podem ser compartilhados via artigos, postagens em redes sociais, cartilhas informativas ou mesmo em vídeos institucionais. O fato de ser dada publicidade a esta agenda ambiental interna é utilizado para ajudar a criar uma percepção positiva de sua empresa.

É importante demonstrar que a empresa, ciente dos danos inerentes que causa ao meio-ambiente, procura fazer a sua parte.

A percepção positiva criada irá aumentar a repercussão das ações tomadas pela empresa. O que, eventualmente, irá também se tornar um fator positivo no faturamento. Pois mais clientes serão atraídos, já que a ideia de estar associado a uma empresa que prioriza pelos conceitos de RES é muito bem vista no mercado.

O bem-estar dos funcionários

Imagine entrar em um restaurante no qual todos os garçons andam com a “cara amarrada” e são ríspidos no trato com a clientela. A percepção inicial não será nada positiva.

O mesmo vale para qualquer empresa, de qualquer ramo. À exceção das empresas cujo o corpo de funcionários possui contato direto com o cliente, como é o caso do comércio e do setor de serviços, os clientes podem nunca ter acesso ao ambiente interno.

Ainda assim, existirá a preocupação sobre quem estará contratando. “Será que os funcionários são qualificados?”, “Eles não prejudicaram a minha entrega, por conta de problemas internos?”. Questões como essa surgem à cabeça da maioria dos clientes.

Por isso, muitas empresas fazem questão de demonstrar quem está por trás da operação. São aquelas famosas áreas do “Conheça Nosso Time”, que está presente em muitos sites institucionais.

Porém, tão importante quanto apresentar a equipe, é demonstrar como eles se relacionam com a empresa e com as causas que ela defende. Se os funcionários organizam uma visita às creches locais, para realização de reformas, a empresa deve, além de dar apoio à ação, destaca-la em sua publicidade institucional.

Com isso, os clientes terão a exata noção de que o ambiente de trabalho contribui para um serviço de excelência a ser prestado pela empresa. Além disso, bons profissionais irão bater à porta, motivados pelo ambiente agradável e socialmente responsável da empresa.

É claro, em todo ambiente profissional problemas existem. Porém, porque não focar nos pontos positivos, os incentivando e os demonstrando para o público?

Os cuidados com o marketing da Responsabilidade Social Empresarial

Apesar dos pontos positivos, o marketing da RSE é preciso ser utilizado com cautela. Pois pode ser confundido com “publicidade barata”.  É importante evitar a exposição desnecessária das ações, bem como não trata-las como um compromisso, mas sim como uma “Boa Ação de Natal”, que acontece somente uma vez a cada ano.

O importante é destacar que tudo que a empresa faz pela sociedade faz parte de um compromisso contínuo. Que é compartilhado pelos funcionários e que guia os relacionamentos da empresa, em todos os níveis.

Casos de Sucesso

Um dos maiores exemplos recentes de RSE que se tornou um grande sucesso em marketing espontâneo, foi o desenvolvimento do projeto internet.org.

O projeto, que é custeado pelo Facebook, visa leva a internet aos lugares mais remotos, permitindo o acesso à rede de diversas comunidades isoladas. Iniciado em 2015, o projeto já levou a internet gratuita para mais de 25 milhões de pessoas ao redor do mundo.

Além disso, foi um dos grandes movimentos do Facebook e, especialmente, de seu criador Mark Zuckerberg. As ações da empresa saltaram após esta ação e Mark, inclusive, é um dos mais citados para a corrida presidencial americana em 2020!

Conclusão

O compromisso social das empresas é uma tendência sem volta. As empresas, na atualidade, não podem mais se preocupar apenas com o seu negócio, mas sim, com tudo que o cerca.

Os danos que a empresa causa à sociedade, por maiores ou menores que sejam, são inerentes às atividades de negócios. Cabe à empresa decidir se irá ser passiva diante deles, ou se irá fazer o seu papel, para reduzi-los ou remedia-los.

Engana-se, no entanto, quem pensa que esta função é apenas para as grandes indústrias poluidoras. Mesmo as pequenas empresas de bairro podem fazer um pouco, mesmo que seja localmente, para melhorar a realidade de nossa sociedade.

É claro que as ações não precisam se tão grandes quanto a internet.org do Facebook, mas, as empresas precisam tomar parte sobre a Responsabilidade Social Empresarial.

A divulgação destas ações é capaz de promover inúmeros benefícios, que vão desde a atração de novos clientes e profissionais, ou mesmo a de inspirar mais empresas e pessoas a fazerem o mesmo.

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+