Uma pesquisa realizada na Cúpula de Liderança em Londres mostrou que 34% dos líderes empresariais pretendem contar com pelo menos 50% da equipe em trabalho remoto, ou”home office”, até 2020. Cerca de 60% da força de trabalho deseja aderir a essa modalidade em período integral. Por fim, a falta de flexibilidade fez 32% das pessoas trocarem de trabalho em 2017.

Já deu para ver como o trabalho remoto é o retrato das transformações nos modelos de trabalho, certo? Com as ferramentas digitais cada vez mais eficientes, várias atividades remuneradas passam a ser feitas online, sem a necessidade de locomoção.

Para muitos isso significa mais tempo com a família, o que beneficia a saúde e o desenvolvimento dos filhos. Já outros veem no trabalho remoto a chance de ganhar mais e economizar com transporte e alimentação. Existem, ainda, os profissionais que conseguiram novas oportunidades de trabalho, que antes eram impossíveis.

Para os empregadores, essa mudança vale a pena? É preciso adotar integralmente? Como funciona? Neste artigo, expliquei o funcionamento do trabalho remoto, além de algumas vantagens e desvantagens da prática.

Como funciona o trabalho remoto

Existe uma variedade grande de formas de adotar o trabalho remoto, trazendo benefícios tanto para o empregador quanto para o empregado. Algumas pessoas, por exemplo, trabalham de casa durante a maior parte da semana e se dirigem até o escritório para realizar reuniões.

Inclusive, nem todos escolhem a própria casa como local de trabalho. Os espaços de coworking têm ganhado popularidade, bem como os cafés que oferecem internet, de olho em quem vai trabalhar e consumir o dia todo. Assim, essa preferência é em favor da companhia das pessoas e, no caso de coworkings, uma forma de se conectar com outros profissionais da mesma área.

Mas e como funciona para a empresa?

Já existem leis trabalhistas que permitem o trabalho remoto. Basta que a empresa se regularize. No dia a dia, será preciso garantir a boa comunicação e a produtividade, que podem se mostrar desafiantes para quem apenas começou. Ainda assim, alguns mitos podem fazer empreendedores torcerem o nariz para o home office, veja como podem estar errados:

Quem trabalha remotamente não se comunica: é verdade que a comunicação se torna mais rara quando as pessoas não vão até o escritório. No entanto, quem trabalha de casa tende a ser mais proativo e busca comunicação quando necessário. Garanta que as pessoas que estão longe tenham essa habilidade.

Trabalhadores remotos estão sempre online: esse é um medo comum de quem está pensando em adotar o home office. Por mais que estejam longe da empresa, isso não significa que não exista uma “hora de ir embora”. Sem estabelecer limites, o trabalho remoto pode se mostrar desgastante e não flexível.

Profissionais remotos não trabalham de verdade: esse é um mito comum. Quem precisa ter um chefe vigiando para produzir, realmente não deve escolher o trabalho remoto. Além disso, problemas de produtividade podem existir em qualquer lugar e todos os profissionais devem lidar com eles.

Vantagens e desvantagens do trabalho remoto

No entanto, é bom lembrar que nem tudo são flores. Existem muitas vantagens, mas também desvantagens na adoção do trabalho remoto. Confira a seguir e decida sobre essa possibilidade.

Vantagens do home office

Um dos principais motivos que levam empresas e funcionários a escolher trabalhar remotamente é a economia de recursos. Para o empregador, aluguel de espaço, energia elétrica, luz e outros itens que pesam no orçamento.

Para os empregados, transporte público, almoço e lanches na rua. Ambos conseguem economizar mais utilizando trabalho remoto como alternativa. Veja alguns outros benefícios:

  • Barreiras geográficas: gostaria de trabalhar em um coworking na Holanda? Ou quem sabe na Bahia? Com o home office, é possível escolher de onde trabalhar, o que significa mais felicidade. Para os empregadores, é possível contratar talentos de vários outros países, fortalecendo o time.
  • Saúde: menos estresse e melhor humor. Essa é a realidade de quem trabalha remotamente, segundo um relatório publicado pela Royal Society for Public Health, no Reino Unido. Trabalhadores também tendem a tirar menos dias de folga, já que sua rotina é mais tranquila.‍
  • Mais produtividade: contra muitas crenças enganadas sobre o trabalho remoto, a produtividade tende a aumentar quando o modelo é adotado. Isso segundo dois terços dos líderes entrevistados nesta pesquisa.

Desvantagens do home office

Uma das principais preocupações com relação ao trabalho remoto é sobre a comunicação entre funcionários. Muitas empresas precisam que a conversa flua com facilidade e não se encontrar em pessoa pode ser um empecilho. Como falei acima, é preciso contratar pessoas que estejam dispostas a não deixar a falta de comunicação acontecer – veja mais sobre isso neste texto que explica como nem todos estão preparados. Alguns outros motivos que fazem profissionais e empresas deixarem de escolher esse modelo:

  • Inovação e criatividade: é possível que, sem conversas constantes, a cultura de inovação e criatividade podem sofrer. Para não deixar que isso aconteça, forneça ferramentas necessárias para o time trabalhar e coloque pessoas com o papel de fomentar essas habilidades dentro das equipes.
  • Desumanização: é comum que trabalhadores remotos se sintam sozinhos ou não vejam os colegas de trabalho como quem realmente são, já que só se falam por videoconferência ou e-mail. Além disso, podem existir falhas de comunicação que provoquem desentendimentos que poderiam ser evitados com uma conversa cara a cara. É importante, nesses casos, produzir encontros periódicos que fortaleçam a conexão entre as pessoas.
  • Multitasking: a prática de fazer várias coisas ao mesmo tempo não é benéfica para a sua produtividade. No entanto, com o trabalho remoto, você pode se pegar escrevendo um e-mail e checando as mensagens ao mesmo tempo. Evite que isso faça parte do seu dia a dia!

E aí, faz sentido adotar o trabalho remoto na sua empresa? Que tal fazer um plano para começar? A fim de aprofundar seu entendimento, recomendo o post: Como funcionam os benefícios e o salário para o trabalho home office.

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+