Negócios

Roberto Tostes em 17 de março de 2016

Marcas querem ser pessoas e vice-versa

Marcas cada vez mais querem parecer humanas e pessoas querem se tornar tão fortes quanto marcas. Isso não deixa de trazer uma certa contradição.