Há quase 200 anos, esta peça de roupa surgiu e, desde então, passou a fazer parte do cotidiano de quase todo o mundo. Hoje, você vai conhecer a história do jeans.

Talvez, você até esteja vestindo uma calça jeans neste momento. Ou, certamente, a vestiu em algumas das últimas horas de sua vida (a não ser que esteja de férias em uma praia).

Isso porque, desde que surgiu, ainda no início do século XIX, a calça jeans ganhou o mundo. Muito por conta de sua praticidade e versatilidade, podendo ser usada em casa, no trabalho ou em mesmo em eventos sociais.

Mas, o que muita gente não sabe como a história do jeans é rica e ajuda muito a entender a evolução industrial, econômica e social, destes quase 200 anos.

Por isso, se você gosta de história, adora aquelas curiosidades do cotidiano e não larga a sua calça jeans, este será um artigo muito divertido. Confira!

A origem francesa do jeans

Esta é uma parte da história da calça jeans que muita gente realmente não conhece.

A calça jeans não surgiu, de forma propriamente dita, na França. Porém, no ano de 1792 foi fabricado, pela primeira vez, na cidade de Nîmes, no sul da França, o denim. Tecido robusto e durável, que viria a ser a matéria-prima para as calças jeans.

O nome do tecido “denim”, inclusive, faz referência a cidade, já que é uma redução de de Nîmes”. Já que nos primórdios, era conhecido como o tecido característico da cidade francesa.

Vale ressaltar que o denim francês do final do século XVIII era muito diferente do denim atual, usado para confeccionar as calças jeans que conhecemos e utilizamos diariamente.

Por exemplo, o denim original não era tingido de azul, sendo uma peça mais refinada, constituída a partir de seda e lã animal.

A importância história do momento de surgimento do denim também é ímpar. O tecido foi desenvolvido e comercializado em meio à Revolução Francesa, uma das passagens históricas mais importantes da história recente da humanidade.

E a ligação do denim com este momento histórico não pode ser ignorada. Já que, em meio aos discursos de “Igualdade, Fraternidade e Liberdade” da França Revolucionária, o uso do denim, um tecido que se assemelhava muito ao tecido dos nobres, porém, com um valor muito menor, aproximou o “homem comum”, ao nobre e seu status quo, contra o qual se dirigia a Revolução.

curiosidades sobre o jeans

A história do jeans começa a tomar forma

O uso da palavra “jeans”, no entanto não vem da França, mas sim da Itália. O termo é uma forma jocosa pela qual os franceses se referem aos cidadãos e produtos de Gênova. Cidade no norte da atual Itália.

À época da invenção do denim, Gênova era uma cidade autônoma, sob a forma de República. Porém, em 1797, com a ascensão de Napoleão Bonaparte e a formação do Primeiro Império Frances, Gênova foi invadida e anexada pela França Napoleônica.

Com as transações comerciais trazidas pelo novo Império, o denim alcançou a cidade natal de Cristóvão Colombo. E lá, o jeans começou a tomar a forma e a cor que conhecemos hoje, com seu azul índigo tradicional.

A chegada aos Estados Unidos e Levi Strauss

Em 1851, Levi Strauss, migrou da cidade de Buttenheim, na atual Alemanha, para a incipiente Nova Iorque, na costa leste dos Estados Unidos. Cidade que começava a ganhar os traços de megalópole multicultural e etnicamente diversa, como a conhecemos hoje.

Lá, Strauss foi trabalhar em um pequeno armazém família. Porém, apenas dois anos após a sua chegada em Nova Iorque, ele foi para a costa oeste. Aonde se iniciava a chamada “Corrida do Ouro”. E é aí que começa a história do jeans Levi.

quem inventou a calça jeans

As oportunidades com a corrida do ouro

Inicialmente, Levi Strauss rumou para São Francisco, no atual estado da Califórnia. A ideia dele era montar um armazém de produtos de mineração diversos, como pás e peneiras.

Porém, a demanda por estes produtos, que inicialmente era alta, foi diminuindo com o tempo. À medida que o ouro californiano também foi se tornando mais escasso.

Porém, um problema que ocorria com os mineradores, desde o início da Corrida do Ouro, eram as pessoas. Elas duravam pouco e se desgastavam rapidamente com o trabalho e as condições insalubres das minas auríferas.

Jacob Davis, um alfaiate do estado americano de Nevada, chegou em São Francisco, para vender roupas para mineradores e, de imediato, viu as possibilidades que o denim francês, vendido por Levi Strauss, tinha.

Uma das grandes inovações de Davis foi fixar pequenos pedaços de metal nas bordas dos bolsos das calças, o que os tornava mais firmes e mais seguros para o armazenamento imediato de ferramentas, ou mesmo do outro encontrado.

Além disso, outra grande inovação da calça jeans foram os zíperes. Isto porque permitia aos mineradores que fossem urinar, sem a necessidade de descer toda a calça. O que deu agilidade ao trabalho e fez com que a peça rapidamente ganhasse enorme popularidade.

Em 1873, sob a patente de número de 139.121, Levi Strauss e Jacob Davis inauguraram a época do jeans nos Estados Unidos e em todo o mundo.

historia do jeans levis

Sobre o tema, fica a recomendação do Nerdcast 593 – Expansão para o Oeste. No podcast, é tratada a história da Corrida do Ouro e como a história da calça jeans Levi se encaixa em tudo isso. O Nerdcast é um dos podcasts mais acessados e ouvidos de todo o Brasil.

Como o jeans passou de uma calça de mineradores para uma das peças de roupa mais populares do mundo?

Após a patente, no entanto, a história da calça jeans demoraria mais 80 anos para sair das minerações e fábricas e passar para o cotidiano das pessoas.

Apenas em 1950, quando o ator americano James Dean, o “Rebelde sem Causa”, passou a adotar as calças jeans como vestimenta, a peça se tornou popular.

Dean era um símbolo de rebeldia da juventude americana dos anos 1950. Ele foi expulso da escola por diversas vezes e vivia como se literalmente não houvesse amanhã.

Ele passou a usar a calça jeans como símbolo, já que, até aquele momento, as calças jeans eram exclusivas de operários e mineradores. A classe mais baixa da escala de trabalho da sociedade americana da primeira metade do século XX.

Dentro desta concepção histórica, não era aceitável o uso das calças jeans. Já que se tratavam de roupas de “baixo escalão”. Dentro do seu espírito rebelde, James Dean passou a usar as calças e, desde então, a peça se tornou uma das mais populares do mundo.a historia da calça jeans

James Dean morreu em 1955, aos 24 anos, em um acidente de carro, quando se dirigia a uma corrida de carros na qual iria competir. Porém, a sua herança de estilo levou a história da calça jeans a outro patamar.

Em pouco tempo, a calça jeans começou a se tornar uma peça “mais aceitável” de roupa. Nas décadas seguintes, mais e mais pessoas passaram a usar a calça jeans. Dando continuidade a jornada da peça que saiu da França, passando pelas minas de São Francisco, até chegarem ao seu armário.

E então, gostou de conhecer um pouco mais sobre a história do jeans? O estilo das roupas e a evolução caminham em conjunto. Fique sempre ligado no WebInsider para mais artigo como este. Até a próxima!

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+