No verão, o desejo por sorvete sempre fala mais alto. Mas você já parou para pensar na história do sorvete? Qual foi o primeiro sorvete? Quem inventou o sorvete e o colocou em um cone?

Neste artigo, vamos responder todas essas perguntas e muito mais. Prepare-se para uma boa aula de fatos históricos e de culinária.

Como surgiu o sorvete?

Há cerca de 2500 anos, os sorvetes apareceram pela primeira vez no ambiente quente dos impérios persas. E, desde então, continuaram se espalhando pelo mundo. Aumentando de popularidade e crescendo na imaginação de inúmeros cozinheiros e inovadores, que queriam melhorar o processo que foi feito.

A história do sorvete também aparece na China. Especificamente no período do rei Tang de Shang, quando as pessoas do país asiático, criaram uma mistura de arroz com leite, que congelou ao ser colocado na neve.

Sabe-se que o rei Shang teve mais de 90 pessoas para preparar a mistura de farelos, canfora e leite de búfala com gelo. Os chineses também são creditados como inventores da primeira máquina de sorvete. Eles possuem vasos que preenchiam com uma mistura de xarope, neve e sal.

Outros primeiros amantes de sorvete incluem Alexandre, O Grande, que gostava de comer neve com mel. O imperador Nero de Roma disse ter enviado pessoas as montanhas para recolher neve e gelo, que depois seriam aromatizados com suco e frutas.

Estes primeiros sorvetes, obviamente, eram um luxo da nobreza. Pois nem todas as pessoas tinham recursos de enviar servos nas montanhas para recolher neve para eles.

quem inventou o sorvete

Quem inventou o sorvete?

Boa pergunta! Mas ninguém sabe ao certo quem realmente inventou o sorvete. A história mais conhecida sobre quem inventou o sorvete é o seu surgimento na China, há mais de 4.000 anos.

Porém, outros povos também podem ser creditados como inventores do sorvete. No século V a.C, os antigos gregos comiam neve misturada com mel e frutas vendidas nos mercados de Atenas. Assim, a história de quem inventou o sorvete fica mais diversa.

Na Pérsia, em 400 a.C, também era servido a realiza gelo misturado com açafrão, frutas e vários outros ingredientes.

Já na Índia, foi criado seu próprio sorvete tradicional, o Kulfi. Foi criado no século XVI, onde o leite congelado era misturado com algumas frutas.

Por isso, é difícil afirmar quem inventou o sorvete. Vários povos misturaram gelo com frutas e mel, que foi a primeira base para o sorvete que conhecemos hoje.

Como o sorvete se popularizou

Trazendo para a modernidade, a história do sorvete moderno começa na Itália. Foi trazida da China para a Itália pelo famoso explorador Marco Polo e a receita era muito parecida com o que chamamos de sorvete hoje em dia.

Já Catarina de Médici levou a sobremesa para a França, ao se casar com o rei Henrique II, em 1533.

Em 1600, o rei Charles I da Inglaterra teria gostado tanto do “gelo cremoso”, que pagou o seu chef para que mantivesse a receita em segredo do público. Pois acreditava que deveria ser um deleite apenas da realeza.

No entanto, essas histórias só apareceram em público pela primeira vez no século 19. Muitos anos depois de terem ocorrido. Então, provavelmente nunca saberemos a história exata de verdade.

Mas, como o sorvete começou a se popularizar? Um dos primeiros lugares a servirem sorvete ao público em geral foi na Franca, no Café Precope, no final do século 17.

O sorvete foi feito de uma combinação de leite, creme, manteiga e ovos. No entanto, ainda era um deleite da elite e não era popular entre todas as classes.

A primeira menção do sorvete no continente americano aparece em 1744. Quando um colonizador escocês visitou a casa do governador de Maryland, Thomas Bladen, e escreveu sobre o delicioso sorvete de morango que ele tinha tomado por lá.

O primeiro anuncio de sorvete na América apareceu apenas em 1777, no New York Gazette. No qual Philip Lenzi disse que o sorvete estaria disponível quase todos os dias em sua loja.

história do sorvete

A introdução da máquina de sorvete

Sobre um pouco mais da história do sorvete, a primeira máquina de sorvete surgiu no século 19. A fabricação de sorvete foi simplificada com a introdução da máquina de sorvete em 1843 tanto na Inglaterra, como nos Estados Unidos. A primeira máquina era um balde de madeira que estava cheio de gelo e sal e tinha uma alça que girava.

O recipiente de metal central, contendo o sorvete, estava rodeado pela mistura de sal e gelo. Esta mistura tomou uma textura uniforme e suave. Anteriormente, era feito em um pote e mantido em um balde com gelo e sal, já que não haviam congeladores para conservá-lo.

O fator chave na fabricação de sorvete foi o gelo. No início do século 19, a importação de gelo começou a partir da Noruega, Canadá e Estados Unidos. Isso fez o sorvete prontamente disponível para o público em geral no mundo.

Já no continente europeu, essa crescente indústria de sorvetes, tocada principalmente por italianos, iniciou o afluxo de trabalhadores do sul da Itália e da região do Ticino, da Suíça, para a Inglaterra. Porém, a história do sorvete recebeu um novo impulso quando, na década de 1870, Carl von Linde, da Alemanha, inventou a refrigeração industrial.

Isto, juntamente com outros avanços tecnológicos, como a energia à vapor, veículos motorizados e energia elétrica, tornaram o sorvete muito mais fácil de produzir, transportar e armazenar. Na próxima vez que você pegar um cone de sorvete, pode agradecer à Revolução Industrial por seu deleite!

A história do sorvete até chegar aos mercados

O sorvete foi vendido pela primeira vez em mercearias na década de 1930. A Segunda Guerra Mundial divulgou ainda mais a sobremesa, pois a sobremesa foi ótima para a moral das tropas e tornou-se um símbolo dos Estados Unidos na época. Já que dava as tropas “um gostinho de casa, em meio a uma terra estranha, rodeada por inimigos”.

Com a popularização do sorvete, vários bares e cafés começaram a vender o produto. Logo, o sorvete começou a aparecer em desenhos animados, filmes e propagadas na televisão, se tornando um produto cultural.

a história do sorvete

Mas a história do sorvete também é forte no Brasil. A famosa sobremesa chegou no Brasil no Rio de Janeiro, onde também foi aberta a primeira sorveteria do país.

As sorveterias tiveram também um importante papel na história da libertação feminina no Brasil. Como antes bares e confeitarias eram frequentadas exclusivamente por homens, as mulheres se uniram e tomavam sorvete como um ato de rebeldia e protesto.

Tanta história fortaleceu ainda mais a indústria. O consumo de sorvete cresceu fortemente, assim como a produção, que se tornou cada vez mais qualificada e segura.

Hoje, mais de 8 mil empresas se encaixam no setor de sorvetes. Em 2016, o brasileiro consumiu 1 bilhão de litros de sorvete e a sobremesa ganha a cada dia mais variações e formatos, tornando-a ainda mais deliciosa.

Gostou de conhecer mais sobre a história do sorvete? Diga-nos qual o próximo produto você quer saber sobre a história e compartilhe uma história sua com o sorvete! Até a próxima!

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+