Quando você pensa em pasta de dente qual é a primeira marca que vem à mente? E quando o assunto é smartphones? Seja qual for a primeira lembrança, se a sua sensação com relação à empresa é positiva, significa que o trabalho de branding é excelente.

Mas branding não é apenas um logotipo e um site apresentáveis. Na verdade, envolve toda a estratégia de negócio, passando por todos os departamentos da empresa. No entanto, muitos ainda acreditam que branding significa apenas elementos gráficos. Vai muito além disso.

Neste artigo, vou explorar um pouco sobre o que é branding. A definição pode ser um pouco difusa, mas vou tentar manter as coisas simples e práticas.

O que é branding

O branding é a promessa que você faz para seus públicos (clientes, parceiros, fornecedores) sobre o que você entrega. E você não entrega apenas um produto ou serviço, mas uma experiência de marca. Relacionados a isso estão seus valores como empresa e o que você acredita que seja importante para o negócio.

Toda vez que você pensa em uma marca, não se lembra apenas do produto ou serviço que ela oferece. Pegue a Apple como exemplo. Não associamos apenas com dispositivos tecnológicos, mas como sendo a própria tecnologia, atual, avançada. Não é preciso ter um iPhone para saber disso.

Por isso, uma boa estratégia de branding é capaz de colocar sua empresa no mapa. É por meio dele que você diferencia seu negócio dos outros e o promove para a audiência certa. Mas isso é feito não só pela comunicação, como também pelo atendimento, processos, serviço, etc.

Ou seja: campanhas de marketing não são a mesma coisa que branding. Na verdade, o que guia as campanhas para que elas fiquem de acordo com a estratégia da empresa é o branding. Ou seja, uma coisa não substitui a outra – se completam.

Assim, como você pode perceber, fazer um trabalho de gestão de marcas é uma tarefa complexa, que precisa amarrar bem os processos de toda a empresa.

Agora que você já sabe o que é branding, vamos entender um pouco mais sobre como funciona esse processo.

o que é branding

Como fazer uma boa gestão de marcas

A primeira coisa a fazer para que o projeto de branding seja desenvolvido é entender bem quais são os diferenciais da empresa. Se é a mais inovadora, ou mais tradicional com mais experiência, a mais barata ou a mais confiável.

Esses diferenciais serão transmitidos em todas as suas mensagens de marketing e na entrega dos serviços, além dos elementos visuais. Tanto o visual do anúncio quanto o lugar onde ele é veiculado fazem parte dessa estratégia. O ideal é trabalhar com o público em mente, buscando se tornar a principal escolha dele.

Uma vez que sua marca consegue uma imagem boa diante do público e coloca seus valores como pilares principais, seu valor também aumenta. Você pode saber mais sobre cálculo de valor de marca aqui.

Para nortear esse planejamento, discuta e decifre os seguintes tópicos:

  • Missão da empresa
  • Benefícios e funcionalidades dos serviços e produtos
  • Percepção de clientes e potenciais clientes sobre a marca
  • Percepção desejada por parte do público

Para compreender esses aspectos de forma ampla, conte com pesquisas, questionários, grupos focais – tudo que puder lançar mão para aprofundar seu conhecimento sobre as pessoas que compram de você.

Com os exemplos a seguir você poderá compreender ainda melhor o que é branding e como essa estratégia pode ser pensada.

Estudos de caso: branding

Conheça alguns casos reais de construção de marca.

Site de oferta e procura de empregos – Monsters.com

Monsters.com é um site de anúncio e procura de vagas de emprego. Em julho de 2017, anunciou mais produtos que seriam incluídos no mix: uma nova plataforma de comunicação e dois serviços de recrutamento social. Isso ofereceu aos usuários novas formas de se conectarem.

Para marcar as grandes mudanças, foi preciso fazer um “rebranding”, ou refazer o branding.

  • Desafio: Monster.com, pioneiro em negócios de recrutamento online, queria reconstruir seu modelo de negócio a fim de elevar a reputação da marca como “a maior plataforma de empregos do mundo”. O negócio possui um grande portfólio, propriedades na web e uma abordagem específica de vendas e relacionamento com o cliente.
  • Estratégia: o site líder em empregos contratou uma agência de branding para alcançar os objetivos. Juntos, desenharam uma nova identidade e estratégia de negócio com a ideia “Find Better”, ou “encontre melhor”. Isso significou focar mais na palavra “melhor” e menos em “encontrar”. O principal objetivo era empoderar as pessoas a melhorarem suas vidas por meio do trabalho.

Veja mais aqui.

País – Peru

Você sabia que países podem ter branding? O Peru trabalha muito bem esse lado, a fim de atrair turistas e investidores, sem contar o respeito vindo de outras nações por meio de sua visão.

  • Desafio: a marca-país precisava ser positiva e forte, atrair atenção e ser capaz de transmitir uma promessa clara. O objetivo era criar vantagem competitiva e ganhar exposição internacional.
  • Estratégia: nova identidade de marca foi construída em torno dos sabores, cores e da história viva do Peru. Foi construída para atrair as pessoas em torno de uma proposta moderna, que refletisse a beleza, diversidade e generosidade do povo peruano.

Conheça aqui.

Viu só como o branding tem poder de transformar narrativas? Conheça um passo a passo mais aprofundado neste artigo.

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+