my_product_FotorMontar um e-commerce é uma excelente oportunidade de negócio. Mas assim como você, outros enxergam uma loja virtual como uma chance de ganhar dinheiro e, por esse motivo, é preciso tomar muitos cuidados e ter ações para que seu e-commerce se destaque perante o consumidor. Isso também faz com surjam pessoas para te “ajudar”, mas cuidado, já falamos sobre isso nesse post.

Para facilitar seu trabalho listamos alguns passos para que seu e-commerce tenha sucesso perante a concorrência.

Primeiro vamos a um checklist básico para montar um e-commerce:

  • Escolha do segmento
  • Escolha do público alvo
  • Definição de domínio e hospedagem
  • Plataforma
  • Meios de pagamento
  • Antifraude
  • Sistemas de segurança
  • Ação de comunicação

Esses pontos são fundamentais para iniciar bem um negócio online. Agora vamos esmiuçar cada um deles de uma forma que você consiga ser bem sucedido.

Escolha de segmento e definição de público alvo

Sim, você precisa saber o que vai vender e para quem. Isso exige pesquisa de mercado, análise do consumidor e, necessariamente, precisa tomar um bom tempo. Acrescentamos aqui nesse ponto também a questão relacionada a legislação. Descubra as leis que norteiam o mercado em que você vai entrar. Não deixe de conferir alguns dos principais erros do e-commerce, principalmente de seus concorrentes.

Definição de domínio e hospedagem

Agora que você já sabe o que, e para quem vender, será preciso dar um nome ao seu negócio. Você vai ter que escolher uma opção que ainda não exista. As empresas que oferecem esse tipo de serviço geralmente comercializam domínio o vendem em planos anuais, bienais ou trienais. Claro, esses são planos mais comuns, mas existem outras também, isso depende da sua vontade e capital para investimento. Quanto a hospedagem, vamos fazer uma analogia as lojas físicas. Quando você vai montar sua loja precisa de um espaço, seja em centro comerciais ou mesmo shoppings centers. A hospedagem de sites é exatamente onde sua loja vai ficar e por isso precisa tomar alguns cuidados em sua definição. Essa escolhe precisa ser feita com cuidado, pois a mudança de hospedagem no futuro pode ser trabalhosa.

Plataforma

Assim como a hospedagem, a plataforma é outra escolha muito importante. A plataforma será o formato de sua loja, será na plataforma que serão feitas as integrações com meios de pagamento, distribuição, fornecedores e outros assuntos relacionados a gestão de sua loja virtual. Existem no mercado plataformas abertas e pagas. Cada uma delas com suas especificidades. Ela deve permitir que você personalize seu negócio e não cometa erros de design. Novamente, é preciso muita atenção, pois essa escolha não pode ser desfeita de forma banal a pequeno e médio prazo.

Meios de pagamento e Antifraude

Você pode optar por intermediadores de pagamento, que podem ser Paypal, Moip ou outro sistema que direciona o cliente para suas páginas. Ao efetuar o pagamento, o dinheiro do cliente vai direto para as contas do seu e-commerce, que é criada dentro do intermediador. A outra opção são os gateways de pagamento, que são sistemas que ficam dentro da loja virtual, sem que o cliente tenha que fazer um cadastro em outro site. A primeira opção é ruim pelo fato de ser necessário efetuar o pagamento de uma comissão a cada venda realizada, já no gateway o ponto negativo é por conta do alto nível de investimento. Se a escolha pelo gateway de pagamento prevalecer, será preciso investir também em um sistema antifraude. Esse sistema funciona para identificar padrões de consumidores mal intencionados, mas infelizmente o sistema antifraude pode também barrar, de forma equivocada, consumidores do “bem”.

Sistemas de segurança

Em uma loja virtual o cliente precisa se sentir seguro para inserir seus dados e efetuar a compra. Por isso contrate serviços de segurança como selos e certificado digital SSL que serão fundamentais para aumentar a percepção de segurança por parte do seu consumidor. Esse fato vai contribuir diretamente com a conversão no seu e-commerce.

Ação de comunicação

Um e-commerce precisa, mais do que outros segmentos, do investimento em marketing digital. Redes sociais, e-mail marketing, Google e Face Ads e todas as outras ações são indispensáveis para o sucesso de seu negócio. Ao contrário de outros setores, onde o marketing é sempre um dos primeiros a ter investimentos cortados, o e-commerce não pode se comportar dessa forma. Se o cliente não chegar até você ela vai a outra loja e você perde a venda. Por isso é importante nunca deixar o marketing de lado.

Siga essa lista, mas também estude outros pontos importantes, trabalhe muito e lembre-se que a própria Amazon demorou alguns anos para se tornar rentável. [Webinsider]

…………………………

Leia também:

…………………………

Conte com o Webinsider para seu projeto de comunicação e conteúdo

>>> Veja como atuamos.

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+