A publicidade tem que se conter diante das crianças

Nova Escola de Marketing
09 de fevereiro de 2015

A publicidade direcionada ao público infantil é obviamente pouco educativa, para dizer o mínimo. Você concorda?

Marketing_kids_EDIT_ILL_ENSeja em revistas ou jornais, na internet, na televisão ou em qualquer outro tipo de mídia, a publicidade causa um enorme efeito de persuasão sobre o leitor ou espectador.

E com o público infantil não poderia ser diferente, na verdade pode ser até pior.

As crianças, por não terem as ideias já formadas até os seus oito anos, são um alvo muito fácil de propagandas e publicidades. Basta uma figura colorida e bonitinha e qualquer produto exposto recebe a atenção do público mais jovem.

É comum encontrar crianças vestidas com trajes extravagantes de desenhos por aí, imitando um super-herói, nas roupas e no modo de agir, o que mostra como são conquistáveis.

A mídia às vezes tem seu lado bom e educativo, mas o importante para os publicitários é expor imagens. Triste é ver que educação e bom comportamento não importam nem um pouco. O que importa são as vendas crescendo, apesar das pequenas cabeças alienadas pela grande mídia de cada dia. [Webinsider]

Ilustração de  Isabelle Arsenault

…………………………

Leia também:

…………………………

Conte com o Webinsider para seu projeto de comunicação e conteúdo

>>> Veja como atuamos.

Avalie este artigo:
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

6 respostas para “A publicidade tem que se conter diante das crianças”

  1. Existe um documentário muito interessante a respeito disso: “Criança, a alma do negócio”.
    Vale a pena!
    Muito bom artigo!

  2. Luciana disse:

    Parabéns Cintia pelo seu artigo, nos ajuda a pensar um pouco mais sobre esse tema. Parabéns.

  3. Valéria Pereira disse:

    Você levantou um fato muito importante. Pois ao mesmo tempo que a publicidade traz coisas boas, ela vem atacando as crianças. A criança em si, tem apego pelo que vê, não por aquilo que pode trazer a ela. Parabéns pelo artigo, ele nos traz clareza na realidade de hoje.

  4. Patrícia Galego disse:

    É preocupante mesmo Cintia ver como as crianças são bombardeadas de publicidades direcionadas à elas, e além de se tornarem um ótimo perfil consumidor na infância, ainda crescem com dificuldade em diferenciar valores, sem julgarem de fato o que é essencial e o que é supérfluo para o consumo delas. É um alerta muito importante que você faz e todos deveriam ficar bastante atentos com aquilo que vamos inserindo no nosso cotidiano como algo comum, quando na verdade só nos aliena. Parabéns pelo texto e levantamento dessa questão importante!

  5. Cristiane Conceição disse:

    Parabéns, Cíntia. Seu artigo está objetivo e enriquecedor. Nos faz refletir. Precisamos ajudar nossos pequenos.

  6. Eduardo disse:

    Concordo! Nossas crianças têm sido bombardeadas pela publicidade de forma desenfreada, tudo em busca de bons fechamentos de balanço nas empresas. Os pais possuem obrigação de acompanhar o que seus filhos vêem, pois são a única defesa dos pequeninhos. Ótimo artigo! Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *