Novos tempos, novos caminhos profissionais

23 de outubro de 2015

Por mais qualidade nas soluções e menos contagem de "horas-de-bunda-na-cadeira".

home-officeQuando eu estava nos últimos meses da faculdade no final de 2003, o “padrão” de sucesso era conseguir ser estagiário / trainee / empregado em alguma multinacional ou empresa de grande porte.

Vários amigos e colegas seguiram esse caminho e conquistaram bons resultados.

Eu, por outro lado, não queria atuar nesse modelo, queria desenvolver o meu próprio negócio e me tornar um empreendedor. Sabia de todas as dificuldades, de todos os riscos, mas mesmo assim decidi prosseguir.

Primeiro atuei como autônomo e em 2005 iniciei a Online Planets, a minha empresa, que durante os primeiros anos foi uma desenvolvedora web e agora atua na produção de conteúdos. Em outubro ela completa 10 anos!

2015

No começo dos anos 2000 o empreendedorismo não era tão popular ou difundido por aqui, mesmo porque as infraestruturas tecnológicas eram pouco acessíveis: banda larga lenta e cara, equipamentos sem muitos recursos, etc.

Hoje, entretanto, temos condições de competir no mesmo nível de outros empreendedores mundiais (apesar dos custos, impostos e afins…). Podemos usar nossa criatividade para desenvolver soluções, serviços e produtos interessantes, muitas vezes sem sair de casa (ou escolhendo quando sair).

Por isso vemos muitas startups e novos negócios pipocando por aí, em todas as áreas de atuação.

Home Office

Seja para diminuir custos, aumentar a produtividade ou atuar no seu próprio ritmo de trabalho, muitos profissionais atuam das suas casas – eu, inclusive – tendo escritórios funcionais e completos para atender a todas as necessidades do dia a dia.

E muitas empresas, mesmo as tradicionais, viram que esse é um caminho sem volta: é muito melhor investir em capital intelectual de alto nível do que apenas garantir horas de “bunda na cadeira”. É melhor remunerar bem e ter um retorno de alta competitividade do que investir pouco e perder dinheiro em médio prazo.

É muito melhor pagar por soluções matadoras do que capitalizar exclusivamente minutos (muitos deles improdutivos) controlados pelos horários de entrada e de saída.

Eu mesmo tenho diversos parceiros profissionais que atuam comigo dos seus home offices e desenvolvem suas atividades com maestria.

Assim como também contrato e compro com frequência diversos produtos e serviços de pequenos negócios: de comidas diferenciadas a soluções que irão potencializar ou facilitar o meu trabalho.

Exemplo: muitos aplicativos que usamos em nossos smartphones e tablets foram desenvolvidos por empreendedores brasileiros (individuais ou um grupo de poucas pessoas).

O mundo está em transição: temos menos tempo, menos “paciência” e queremos mais qualidade em tudo, e só conseguirão uma carreira próspera aqueles que entenderem essa dinâmica e se focarem essencialmente no bem-feito.

Ganha o contratante, ganha o contratado e, acima de tudo, ganha a pessoa que vai interagir e usar os produtos e serviços.

Vamos juntos nessa?

Até mais!

[Webinsider]

…………………………

Leia também:

…………………………

Conte com o Webinsider para seu projeto de comunicação e conteúdo

>>> Veja como atuamos.

Avalie este artigo:
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *