Comece a investir, mesmo com pouco dinheiro

23 de agosto de 2016

O tempo voa e se não tomarmos as rédeas de nossas vidas – inclusive a financeira – ninguém fará isso por nós. Comece a investir com pouco dinheiro e não pare. É sério.

Como investir com pouco dinheiroEm minha jornada como educador e terapeuta financeiro posso afirmar que muitas pessoas têm vontade de investir, mas não são educadas financeiramente e não possuem conhecimento sobre este universo.

Essa é a verdadeira causa de não termos mais investidores em nosso país, e não porque “investir é para poucos”.

E justamente por saber e querer mudar esse cenário é que tomei como missão de vida disseminar a educação financeira, por meio de cursos, livros, palestras e artigos, como este.

Sendo assim, quero já tocar num assunto que muita gente usa como desculpa para se autossabotar: falta de dinheiro.

Sabemos que a economia não está fácil, inflação alta, juros exorbitantes, dentre outros aspectos que fazem a situação se tornar instável.

No entanto, também há o outro lado da questão, que é o fato de as pessoas não terem um comportamento correto em relação ao uso e à administração dos recursos financeiros.

Muita gente ainda diz que “não sobra dinheiro no fim do mês”, como se essa fosse a culpa de não conseguirem poupar, investir e realizar objetivos de vida.

Não dá mais para ficarmos repetindo as mesmas desculpas e não fazermos nada a respeito. A vida está passando e, se não tomarmos as rédeas de nossas vidas – inclusive a financeira – ninguém fará isso por nós.

Vamos então às orientações que preparei exclusivamente para você, leitor do Webinsider:

Tenha ciência de suas finanças

Pode parecer estranho dizer isso, mas muita gente não sabe quanto gasta, com o que gasta e, às vezes, nem mesmo quanto ganha exatamente. Só é possível traçar um planejamentos mais complexo quando o básico está feito.

Priorize seus sonhos

Sempre digo que quando não carimbamos o dinheiro, ele acaba “sumindo”. Então, faça agora mesmo o exercício de pensar em, pelo menos, três objetivos: curto (até um ano), médio (de um a dez anos) e longo prazo (acima de dez anos).

Pesquise quanto custam e quanto poderia poupar mensalmente para cada um. A partir daí, toda vez que receber sua renda, já retire o valor para os seus sonhos e adeque o seu padrão de vida ao que sobrar.

Informe-se sobre os tipos de investimento

Uma das maiores barreiras é, sem dúvida, a falta de conhecimento. Muita gente é resistente e ainda acha que não pode entrar nesse dos juros a seu favor. Há muitos sites, livros, artigos, palestras, canais no YouTube, enfim, uma infinidade de conteúdos de qualidade – muitos até gratuitos – para te ajudar a se inteirar sobre o assunto e começar a fazer seus primeiros investimentos.

Invista de acordo com o prazo do seu objetivo

Essa é uma informação importante, pois é muito comum que os investidores iniciantes busquem aplicar seu dinheiro em modalidades que apresentam maiores rendimentos. É preciso ficar atento sim para conseguir ganhar mais dinheiro, afinal, é para isso que o investimento serve.

No entanto, de nada adianta colocar uma quantia que você irá querer retirar daqui seis meses, sendo que o investimento de maior rendimento é indicado para um prazo maior. Pode acabar perdendo dinheiro, postergando ainda mais a realização dos sonhos.

Sugestões de investimento de acordo com seu prazo

Por último, deixo aqui algumas sugestões de modalidades para aplicação de acordo com cada prazo.

Pensando nos objetivos de curtíssimo prazo (até seis meses), por exemplo, a Poupança é uma boa opção, afinal, é simples de se fazer, isento de imposto de renda e tem segurança do Fundo Garantidor de Crédito (FGC) no valor de até R$ 250.000,00 por CPF.

Para curto prazo (até um ano), prefira Títulos do Tesouro Direto e renda fixa.

Aos de até dez anos, CDB, Fundo de Investimentos e também Títulos do Tesouro Direto são ótimas alternativas.

Para aqueles sonhos de longo prazo, pode se aprofundar melhor em Ouro, Bolsa de Valores, Previdência Privada e alguns títulos do Tesouro Direto. [Webinsider]

. . . . . .

Leia também:

Avalie este artigo:
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 4,00 out of 5)
Loading...
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *