nao morra na caixa de spamQuantas vezes você checa a sua caixa de spam? Raramente ou nunca. Pois é, a maioria das pessoas também raramente faz isso.

Um dos grandes desafios do e-mail marketing é evitar que os e-mails enviados sigam para a caixa de spam dos utilizadores. Se você envia e-mails para a sua lista e uma parte deles vai para o spam, você está perdendo pessoas e potenciais clientes.

Dica #1: Whitelisting

O que é “whitelisting”? Uma whitelist é basicamente uma lista de domínios considerados seguros e legítimos pelos serviços de e-mail (ISP), como o Gmail, Hotmail e Yahoo.

Se conseguir estar na lista segura destes serviços de e-mail, haverá menor probabilidade de que os e-mails que envia parem na caixa de spam dos usuários.

Se você usa um serviço de e-mail marketing profissional (eu uso o E-goi), os seus envios já estarão na whitelist dos principais sistemas de correio.

Mas se faz os seus envios à mão, com o seu próprio IP, este artigo explica de que forma você pode ter o seu endereço de e-mail e domínio na whitelist do Hotmail.

Mesmo assim, se enviar e-mails demasiado promocionais ou que pareçam spam, o domínio acabará por ser considerado spammer e será removido da lista!

Além disso, cada conta de e-mail também tem a sua própria whitelist pessoal. Aproveite esta flexibilidade para pedir aos usuários que adicionem você à lista, de modo a não perderem e-mails importantes que envie para eles.

Quer usem o Hotmail, Gmail, Yahoo ou qualquer outro sistema de correio, os usuários têm sempre a opção de adicionar a pessoa que lhes enviou um e-mail à lista de confiança, portanto peça-lhes! Você não perde nada com isso.

Dica #2: Não fale a língua do spam

Existem várias razões pelas quais um e-mail vai cair na caixa de spam, mas uma delas é simplesmente a maneira como se escreve o e-mail, na escolha das palavras.

O Gmail, o Hotmail e afins têm detetores automáticos para determinar quando é que um e-mail é considerado spam. A maioria dos serviços de e-mail marketing inclui opções (ex. “spam score”) para analisar se o conteúdo do e-mail é considerado spam através do código HTML do e-mail ou das palavras usadas.

Evite repetições de palavras que possam ser promocionais (como “grátis” ou “barato”), não abuse de palavras em MAIÚSCULAS nem de texto colorido. Use o senso comum e escreva e-mails que pareçam profissionais.

Dica #3: Atualize a sua lista

É importante atualizar regularmente a sua lista de e-mails. Verifique se não está enviando e-mails para endereços que já não existem, pois terá bounces, que prejudicam a sua eficácia de entrega!

Os spammers enviam muitos e-mails para grandes listas, e não para segmentos ou listas mais pequenas, como é o caso da maioria das empresas legítimas.

Se um ISP identifica que você está enviando e-mails para endereços inválidos, atribuirá ao seu domínio uma pontuação de spam elevada, o que significa que os futuros e-mails que enviar provavelmente irão parar na caixa de spam dos seus assinantes.

A melhor solução é manter as suas listas limpas e atualizadas, para que o número de endereços de e-mail inválidos seja o menor possível.

Dica #4: Não envie muitos e-mails muito frequentemente

Outro comportamento a que os serviços de e-mail como Hotmail e Gmail estão atentos é o número de e-mails que você envia para eles.

Se você envia montanhas de e-mails para milhares de pessoas de uma só vez, o seu e-mail (e endereço de onde envia) poderá ser considerado spam. Envie e-mails de forma mais espaçada a nível de tempo, e para menos pessoas de cada vez. E confirme que essas pessoas se cadastram voluntariamente na sua lista (preferencialmente com um formulário) e que fizeram whitelisting a você!

Tenha também cuidado com a velocidade a que envia seus e-mails! Se fizer isso manualmente com o seu próprio IP, atente aos limites de velocidade aceitas por cada ISP e nunca ultrapasse. Se usar o E-goi para o envio, a velocidade será ajustada automaticamente de acordo com esses limites.

Dica #5: Tamanhos das imagens

Incorporar imagens nos seus e-mails é perfeitamente aceitável, até porque as imagens tornam o conteúdo mais apelativo. Mas é necessário ter atenção ao tamanho!

Os ISP normalmente associam imagens grandes a spam, já que muitos e-mails de spamconsistem numa única imagem com palavras como “grátis” e letras MAIÚSCULAS. É praticamente um flyer gigante de publicidade indesejada, mas em formato de e-mail.

Se os sistemas de correio, como Hotmail e Gmail, não conseguirem identificar texto no seu e-mail, provavelmente será considerado spam. Portanto, use imagens com tamanhos adequados e coloque sempre texto no corpo do e-mail.

Como fugir da caixa de spam

Este artigo do E-goi tem mais recomendações e um infográfico bem bacana (Rumo à Entregalândia), sumariando o que fazer para que os seus e-mails cheguem sãos e salvos à inbox dos seus assinantes!

E veja abaixo onde estão os perigos:

spammer-infographic

[Webinsider]

…………………………

Leia também:

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+

  1. Pingback: Inbound marketing para você entender, dominar e lucrar • Maikon.biz