A psicologia das cores é um tema que tem ganhado bastante destaque nos últimos anos. Mas como as cores podem ter um impacto tão grande para o seu negócio?

As cores têm sido conhecidas por ter um poderoso impacto psicológico no comportamento e nas decisões das pessoas, e esse conhecimento tem sido aproveitado muito bem por designers e profissionais de marketing.

Muitas vezes, a cor pode ser a única razão pela qual alguém compra um produto, onde 93% dos compradores focam na aparência visual e quase 85% afirmam que a cor é o principal motivo para a compra!

O que é psicologia das cores?

A psicologia das cores baseia-se nos efeitos mentais e emocionais que as cores têm nas pessoas que enxergam em todas as facetas da vida.

Existem algumas peças muito subjetivas para colorir a psicologia, bem como alguns elementos mais aceitos e comprovados. Tenha em mente que também haverá variações na interpretação, significado e percepção entre diferentes culturas.

O uso de cores para construção de marcas está longe de ser uma ciência perfeita. Afinal de contas, todo grupo, muito menos todo indivíduo, não percebe as coisas da mesma maneira exata.

Ainda assim, pesquisas demonstraram que a forma como as cores são usadas pelas marcas afeta a percepção de um produto ou serviço –  até 90% dos julgamentos improvisados ​​sobre uma marca são baseados em cores.

Como a psicologia das cores pode afetar no marketing?

Marketing e publicidade são bem conhecidos por utilizar a psicologia das cores. Afinal, os profissionais desta área sabem o quanto isso pode impactar, de forma negativa ou positiva.

A cor é consistentemente usada na tentativa de deixar as pessoas com fome, por exemplo. Associar um tom positivo ou negativo, encorajar a confiança, sentimentos de calma ou energia e inúmeras outras maneiras fazem parte do neuromarketing das cores.

A maioria dos profissionais de marketing e publicidade provavelmente concordará que há benefícios em entender e utilizar os efeitos psicológicos das cores. Agora vamos dar uma olhada em alguns dos traços mais comuns da psicologia das cores.

psicologia das cores 2

Qual é o significado das cores para as marcas?

Cada cor tem o seu significado, e é resultado direto pela nossa exposição a cores durante milhares de anos. Veja então como cada cor pode ser utilizada, de acordo com o modelo de negócio:

  1. Vermelho

Cria um senso de urgência, o que é bom para anunciar promoções. Também incentiva o apetite, portanto, é frequentemente usado por redes de fast-food.

Estimula fisicamente o corpo, elevando a pressão arterial e o ritmo cardíaco, e estão associados a movimento, excitação e paixão. Alguns exemplos de marcas que utilizam o vermelho é a Coca-Cola, Mcdonalds, Levi’s, Nestlé e Red Bull.

  1. Azul

Está associado à paz, à água, à tranquilidade e à confiabilidade. O azul proporciona uma sensação de segurança, inibe o apetite e estimula a produtividade.

É a cor mais comum usada por empresas do setor financeiro, que buscam promover a confiança em seus produtos. Mas também é utilizada por empresas como a Nivea, Facebook, Twitter, LinkedIn, Banco Caixa, Allianz e outras.

  1. Verde

O significado das cores verdes está associado à saúde, tranquilidade, poder e natureza. É usado nas lojas para relaxar os clientes e promover as questões ambientais.

O verde estimula a harmonia em seu cérebro e estimula um equilíbrio que leva à determinação. É também bastante utilizada por empresas do ramo fitness.

Exemplos são a loja virtual Natue, Pão de Açúcar, Starbucks, Spotify, Heineken, o canal Animal Planet e outros.

psicologia das cores 3

  1. Roxo

Comumente associado à realeza, sabedoria e respeito. Estimula a resolução de problemas, bem como a criatividade. Frequentemente usado para promover produtos de beleza e antienvelhecimento.

Também está ligado à espiritualidade e à imaginação, que é onde você também verá muitas marcas criativas transformando-se em roxo.

Alguns exemplos são o Yahoo!, a marca de produtos para cabelo Aussie, Vivo, Milka, Whiskas e outros.

  1. Laranja e Amarelo

Amarelo é uma cor divertida, aquecida e otimista. Essa cor alegre é ótima para aquelas marcas que podem viver de acordo com a disposição ensolarada.

Assim como o amarelo, o laranja também possui o mesmo efeito. Também são utilizadas para criar uma sensação de ansiedade nos compradores.

Alguns exemplos de marcas que usam amarelo ou laranja são a Fanta, o canal Nickelodeon, a MasterCard, Amazon, IKEA e outros.

  1. Cinza e Branco

Simboliza sentimentos de praticidade, velhice e solidariedade. Está associado também a calma, o balanço e neutralidade.

Pode ser usado para projetar uma ausência de cor ou neutralidade. O espaço em branco ajuda a estimular a criatividade, já que ela pode ser percebida como um estado limpo e inalterado.

Empresas que utilizam estas cores são a Apple, Honda, Puma, Wikipédia, Audi e outras mais.

Além disso, existem também empresas que apostam na diversidade de cores, como o Google, a Microsoft, Ebay e o canal americano NBC.

Como utilizar a psicologia das cores?

O especialista em marketing de conteúdo Neil Patel sugere o uso da psicologia das cores para causar uma boa impressão na primeira vez que as pessoas entram em contato com sua marca, como em seu site.

As cores devem comunicar imediatamente o que sua marca representa, deixando uma impressão duradoura na perspectiva.

Já o especialista em link building Brian Dean também sugere a eficácia do uso de cores como um diferenciador e identificador visual.

Mas, uma das lições mais importantes da psicologia das cores é que as pessoas reagem de maneira diferente à cor com base em gênero, idade e histórico cultural.

Uma pesquisa mostrou que o azul é a cor mais popular para homens e mulheres. Então as mulheres estão particularmente inclinadas para a rosa, como os homens estão para o azul.

Grandes empresas manejaram essa informação para criar marcas poderosas. Um bom exemplo é o Victoria’s Secret. Seu tom característico de rosa não foi escolhido apenas aleatoriamente – é o favorito do público-alvo da empresa: as mulheres.

Outro exemplo é o efeito da cor vermelha. Para algumas pessoas, um simples sinal da característica cor vermelha é suficiente para deixá-las com fome ou sede, e não por acaso é a cor símbolo da Coca-Cola.

Escolha a cor da sua marca!

A chave para dominar a psicologia das cores no marketing é usar a cor para dar suporte à personalidade de marca já existente, em vez de ditar a persona da sua marca com base na associação de cores que você deseja escolher.

A cor é um poderoso componente visual. As marcas não só podem aplicar a psicologia das cores na diferenciação, como também podem ser usadas para atrair públicos específicos e extrair certas respostas de seus prospectos.

Uma coisa a ter em mente, porém, é que a combinação certa de cores para qualquer marca só pode se tornar evidente através de testes consistentes.

E você, já conhecia a psicologia das cores? Como ela pode ser aplicada no seu negócio?

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+