Tipologia ou tipografia? Não use o termo errado.

03 de março de 2003

Muita gente se engana quando usa o termo tipologia para se referir à classificação do desenho de letras do alfabeto e de caracteres usados para formar as palavras. Neste caso o tipo é outro.

Uma grande bobagem que tenho ouvido ao longo dos anos é a insistência no uso do termo tipologia a para classificação de tipos. Tipologia na verdade é um termo pertencente à taxionomia, a ciência das classificações, o estudo das características das diferenças entre objetos e seres vivos de toda espécie.

Nós temos a tipografia que, aí sim, é a arte e processo de criação de caracteres. A tipografia tem origem etimológica na implantação da impressão por tipos móveis na Europa, a partir do século XV. Portanto é a forma certa.

Muitos acadêmicos, profissionais e universitários não usam o termo correto, talvez por falta de interesse sobre o tema ou vivência no assunto. Sei disso por experiência própria, pois meu trabalho de conclusão de curso na faculdade foi sobre tipografia. Parecia um assunto simples… mas não era.

Na prática a discussão sobre qual seria o termo correto – tipografia, e não tipologia – acabou trazendo problemas do começo ao fim do projeto. Mas felizmente algo importante ficou estabelecido.

O termo tipografia foi usado em todo o trabalho, em detrimento de tipologia, apesar da insistência de muitos. Mesmo na apresentação do projeto, um célebre arquiteto que fazia parte da banca examinadora bateu o pé quanto ao termo utilizado.

Qualquer pessoa que trabalhe na criação de sites tem muito a lucrar ao aprender um pouco mais sobre tipografia. De uns anos pra cá tenho participado de uma lista de discussão sobre tipografia muito interessante. Cadastre–se e terá informações de profissionais que estudam e se dedicam a esse fascinante tema.

Só não pergunte sobre tipologia, que a Lucy Niemeyer vai puxar uma orelha e eu puxo a outra! [Webinsider]

.

Avalie este artigo:
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

34 respostas para “Tipologia ou tipografia? Não use o termo errado.”

  1. […] Muita gente se engana quando usa o termo tipologia para se referir à classificação do desenho de letras do alfabeto e de caracteres usados para formar as palavras. Neste caso o tipo é outro. Por Sergio D Stefano Uma grande bobagem que tenho ouvido ao longo dos anos é a insistência no uso do termo tipologia a para classificação de tipos. Tipologia na verdade é um termo pertencente à taxionomia, a ciência das classificações, o estudo das características das diferenças entre objetos e seres vivos de toda espécie. Nós temos a tipografia que, aí sim, é a arte e processo de criação de caracteres. A tipografia tem origem etimológica na implantação da impressão por tipos móveis na Europa, a partir do século XV. Portanto é a forma certa. Muitos acadêmicos, profissionais e universitários não usam o termo correto, talvez por falta de interesse sobre o tema ou vivência no assunto. Sei disso por experiência própria, pois meu trabalho de conclusão de curso na faculdade foi sobre tipografia. Parecia um assunto simples… mas não era. Na prática a discussão sobre qual seria o termo correto – tipografia, e não tipologia – acabou trazendo problemas do começo ao fim do projeto. Mas felizmente algo importante ficou estabelecido. O termo tipografia foi usado em todo o trabalho, em detrimento de tipologia, apesar da insistência de muitos. Mesmo na apresentação do projeto, um célebre arquiteto que fazia parte da banca examinadora bateu o pé quanto ao termo utilizado. Qualquer pessoa que trabalhe na criação de sites tem muito a lucrar ao aprender um pouco mais sobre tipografia. De uns anos pra cá tenho participado de uma lista de discussão sobre tipografia muito interessante. Cadastre–se e terá informações de profissionais que estudam e se dedicam a esse fascinante tema. Só não pergunte sobre tipologia, que a Lucy Niemeyer vai puxar uma orelha e eu puxo a outra! [Webinsider] – See more at: http://webinsider.com.br/2003/03/03/tipologia-ou-tipografia-nao-use-o-termo-errado/#sthash.AEx9KahH.… […]

  2. Tipografia Web « iT-Full disse:

    […] a própria grafia e pronúncia são um pouco semelhantes e realmente podem causar confusão. Em um breve – mas muito bom – artigo sobre tipologia e tipografia, Sergio D Stefano, colunista do Webinsider, explica a diferença entre os termos: Uma grande […]

  3. Concordo com o Sergio Hespanha, acho que o termo deve ser aplicado conforme o contêxto, exemplo:

    se estou elaborando um logotipo e não me utilizo da tipografia existente, então estou criando novos caractéres e isso eu chamaria de tipologia, mesmo que na palavra haja um único caractér diferente ou uma mistura de tipos.
    Porém, se o logotipo for criado, simplesmente, a partir de uma familia tipográfica já existente, e sem nenhuma interferência criativa, é lógico que eu chamaria de tipografia.

    Daonde se deduz que logotipo é uma criação horiginal, daí o termo: TIPOLOGIA

    Desculpem jogar mais álcool na fogueira !!!

  4. Arnaldo Ferreira disse:

    Concordo com o Sérgio, eu acho que o têrmo deve ser aplicado segundo a sua natureza, exemplo:
    se estou criando um logotipo e não me utilizo de nenhuma família tipográfica existente, então estou criando um novo carácter e isso eu chamaria de tipologia, pois estou elaborando (ou estudando)algo novo. Se porém, for utilizar um caractér já conhecido (de alguma familia tiprográfica) eu não estarei criando e sim me ultilizando de uma tipografia, daí o têrmo.

  5. sergio hespanha disse:

    caro Júlio,
    acho que concordamos, mas aí seu texto se faz desnecessário, ao menos como crítica ao meu; pense.
    cada um com sua bunda e opinião. eu expressei a minha opinião. estimulado pela do autor original (aquele que ‘fala’ primeiro cala os demais? ok, isto depende do grau de concordância com o que foi dito ou, não se concordando, com o grau de covardia…; mas também existe o grau de contentamento, por sua vez, baseado no grau de conhecimento).

    mas ainda tento complementar, voltando ao que mencionei. nem toda opinião cabe em todo lugar, como as bundas. entre as diversas opiniões e as diversas bundas deve existir certa coerência; pois, de outro modo, não fala das mesmas coisas. por exemplo, tipografia e bundas são assuntos conexos?
    talvez, a depender de como desenvolvemos o assunto. este foi o seu caso?

    Júlio coloca as coisas nos termos da autoridade de quem publica. como se aquilo que foi publicado fosse incontestável. uma questão de ‘currículo’.
    pode ser assim para ele. para mim não é.

    a crítica é manifestação legítima porque o dito sobre algo nunca fecha questão. ela pode ser errônea, quando incapaz, mas não por ‘existir’.

    Júlio poderia ter criticado minha crítica, mas não somente por ser crítica. e sim abordando o seu teor. e para isto nem precisa ser ‘entendido’.

    pois, de outro modo, ou ele ignora a variedade que defende ou tem nela algo de sem importância. ora, isto não se dá nem mesmo com as bundas.

  6. Fábio Léda disse:

    Interessante o texto. Confesso que sempre acreditei que as duas palavras estavam corretas, mesmo sabendo que não eram sinônimas. Provavelmente devo ter insistido no equívoco porque na faculdade eu tive duas matérias voltadas ao estudo de tipos: Tipologia e Tipografia.
    Em tipologia, estudávamos a origem e história dos tipos, as diferenças e as características, a nível bem teórico mesmo. Já em Tipografia, a gente metia a mão na massa. Íamos pro papel e metíamos a mão na massa.
    E não é de hoje que temos problemas com termos da nossa profissão. Vide “logomarca”, que ainda divide muitos.
    Parabéns pela iniciativa do texto. É muito válido esse tipo de esclarecimento.

  7. Julio Cesar disse:

    Sergio Hespanha, vc me parece muito entendido do assunto, pq vc não escreve pro Webinsider? Tenta a sorte, as vezes vc tem um curriculo interessante e conhecimento pra compartilhar inves de ficar criticando.

    Vi todo histórico e pouca gente concorda com sua opinião, que é que nem bunda, todo mundo tem a sua.

    att
    Julio

  8. sergio hespanha disse:

    o autor mistura alhos com bugalhos e aí compara, achando que o mundo se resume ao que ele alcança.

    qualquer tipoalgumacoisa, no âmbito das esferas disciplinares ou epistemológicas (referente ao conhecimento; então, conhecimento do conhecimento), é parte da tipologia. que é, ora pois, o estudo ‘dos tipos’. seja lá de qual natureza.

    a depender do campo (disciplinar, epistemológico ou o que for), uma tipoalgumacoisa faz ‘certo’ sentido, não faz todo o sentido. porque o campo define a aplicação, a ação sobre algo, assunto etc

    outra coisa, é que as pessoas, na sua oralidade, não fazem uso freqüentemente formal dos termos, qualquer termo (equivalem – tornam sinônimas – coisas distintas). e isso não constitui erro, pois as situações da comunicação oral dependem da oportunidade, da circunstância, do ambiente, daqueles que se comunicam, pois não são somente ‘os termos’ o que, então, define a comunicação. como qualquer boçal bem sabe; porque simplesmente vive isso.

    uma ênfase numa sílaba, um movimentozinho com os olhos quando se fala, coisas do tipo, muda o sentido do que se diz… e por aí vai.

    o ‘doutor’ do texto não debate o assunto, mas expressa a sua ‘otoridade’. ou seja, faz politicagem. puxando a brasa para a sua sardinha.

    a ‘democracia’ da web tem desses males.
    sejamos mesmo democratas, procuremos, para além do humano erro, colocar os ‘pingos nos is’.

    isto, claro, para além dos termos; mas em como os utilizamos. pois a gramática e a ‘filologia’ ou a etimologia de nada valem sem a sintaxe, sem idéias e valores – explícitos – e ainda sem o interesse em realmente debatermos e, para isto, nos comunicarmos.

  9. Alessandro disse:

    Concordo plenamente com você. O problema maior é que até o dicionário não tem a definição correta.

    Segundo o Dicionário Houaiss
    substantivo feminino
    1 Rubrica: artes gráficas.
    estudo sistematizado dos caracteres tipográficos, esp. no que se refere ao desenho das fontes ou famílias de tipos
    2 Rubrica: artes gráficas.
    coleção dos caracteres tipográficos us. em determinado trabalho gráfico; tipografia

    #FAIL

  10. Tipografia não seria utilizado pra impressão de fontes e Tipologia como o estudo das fontes usadas em um material gráfico?

  11. Heloise Guil disse:

    tipologia
    ti.po.lo.gi.a
    sf (tipo2+logo2+ia1) 1 Caracterização dos tipos humanos, dos seres vivos, ou de realidades quaisquer considerados num estudo. 2 Descrição geral desses tipos em cada caso. 3 Por abreviação, o mesmo que biotipologia. 4 Conjunto de caracteres tipográficos usados em um projeto gráfico.

  12. Igor Pereira disse:

    Vlw, era isso que eu queria!!!!!!!!

  13. Emanuela disse:

    Concordo com o Marcel.
    Uma coisa é usar a palavra no cotidiano e todo designer e afins usa tipologia. Para o profissional é comum usar a palavra e ela possui diferenciação clara da tipografia. Ainda mais quando se temo apoio do Aurélio e de vários autores que publicaram livros.
    SE o termo está incorreto e usadode maneira correta, porque estudiossos que defendem a o uso da tipografia e não da tipologia não publica, livros com a diferenciação dos termos e anulação da tipologia para que os novos profissionais o utilizaem de forma correta?!

  14. Marcel disse:

    Bom, eu acho que se tipologia está errado (e eu concordo) pra designar os estudos das formas escritas (tipografia), a própria palavra tipografia também está, ou não? Porque tipografia é a forma escrita da palavra e não o estudo dessa forma escrita, como, também, é tratado… Se é errado o uso do termo tipologia para o que a gente chama de tipografia, também não é errado tipografia, o certo não seria grafologia? Pelo menos se fundamentando na etimologia da palavra…

    Eu uso tipografia, nem por uma definição correta da palavra, mas por entendimento geral… Tem tantas coisas designadas de forma errada e que todo mundo diz. Ou não tem? Mas tomara que essa não se torne uma discussão extremamente idiota como virou a de logomarca e logotipo…

  15. Beatriz de Fátima Barbosa disse:

    Excelente esta explicação,sanou todas as dúvidas.

    Um abraço,
    Beatriz

  16. Carina disse:

    Eu tenho que fazer um trabalho,e tem uma pergunta assim:
    Qual a tipologia do genero publicidade e eu preciso da resposta!?!
    Dá pra alguém ajudar??

    Obrigada

  17. Mas engraçado que isso tudo é ver que em uma seção do site da minha faculdade mostrando bem a palavra tipologia para especificar a tipografia que será utilizada na elaboração de determinados documentos…

    achei engraçado porque concordo plenamente que estamos falando de tipografia e não de tipologia…em sala de aula debatemos isso e nos corredores também…enfim…sempre vamos bater de frente com este tema.

    Mas o interessante é que um Designer é que faz o site da faculdade e ai me perguntei como ele deixou passar isso?è tão simples não é tipologia e sim tipografia era so corregir, bom…se deu o caso e ai ficou exposto que nem todos Designers tem a clareza sobre o eterno debate da TIPOLOGIA X TIPOGRAFIA.

    Instituição de Ensino que peca com o proprio conteúdo…hummm…

    http://www.jorgeamado.edu.br/Default.html

  18. Danila Ribeiro disse:

    Como o Marcelo comentou uma sugestão de tema… também dou a minha sugestão…

    Design x Designer

    E assim como o Roberto Marques fez sua colocação, escuto vários termos, dentro do próprio meio acadêmico, certas expressões, definições nos quais os próprios professores deveriam utilizar… como a minha sugestão acima…

    Muito bom o artigo!

  19. catia disse:

    oh ñ entendi nada 😀

  20. Ana Beatriz disse:

    Muito útil, sempre tive essa dúvida!

  21. Sara Tanaka disse:

    ok… mas esta questão ainda me intriga.
    estou escrevendo meu TCC e acabo de encontrar esta definição:

    tipologia
    [De tipo-2 + -logia.]
    Substantivo feminino.
    1.V. biotipologia.

    2.Coleção de caracteres tipográficos utilizados num projeto gráfico; tipografia.

    3.E. Ling. O estudo dos diversos modos pelos quais as línguas podem diferir umas das outras.

    Então, levanto a pergunta:
    será que o Aurélio está errado!?

  22. Roberto Marques disse:

    Amigos,

    Como disseram Fabiana e Emmanuella acima,
    uma boa maioria dos professores da área de design gráfico,
    desconhece alguns termos utilizados na profissão.

    Nunca vi uma revista ou livro com o título de tipologia!
    Tipografia e marca (símbolo e logotipo) são os termos
    mais corretos e utilizados no mundo todo e, não
    adianta inventar.

    Especialmente no caso dos professores, que acabam
    sendo os formadores de opinião dentro de sala de aula,
    estes é que devem se reciclar em termos das terminologias
    a serem utilizadas, ou seja, devem estudar e atualizar-se.

    Abraços,

    Roberto Marques

  23. Tom disse:

    Lucy Niemeyer, no livro Tipografia: uma apresentação, diz bem claramente que tipologia NÃO é sinônimo para tipografia.

    Segundo ela, nos dicionários dignos de credibilidade, tipologia é o processo de classificação ou o estudo de um conjunto, qualquer que seja a natureza dos elementos que o compõem, para determinação das categorias em que se distribuem, segundo critérios definidos.

  24. Renê André disse:

    Parabéns.A explicação foi esclarecedora.Por certo, como eu, outras pessoas não incidirão mais em êrro. Renê André

  25. Renê André disse:

    Muito bem posta a diferença entre os termos.Parabéns.Gostaria muito de ter acesso a outros trabalhos ( artigos, exs. etc.) via em.Grato Renê André

  26. Fabiana disse:

    É impressionante a alienação de alguns educadores nessa área, acabei de concluir um curso de pós graduação, e todos os docentes utilizavam o termo de forma errada.

  27. Emmanuella Murussi disse:

    Muito boa a iniciativa de explicar as diferenças entre Tipologia e Tipografia. Até hoje não sabia a diferença e utilizava as expressões erroneamente, achando que eram sinônimas.

    Assim como o Marcelo, também gostaria de saber a diferença entre logotipo e logomarca. Nenhum professor na faculdade conseguiu explicar claramente a diferença.

    Abraços a todos!

  28. Rafael Amador disse:

    De grande valor para as pessoas que trabalham no meio, ou até mesmo para curiosos. Muito obrigado!

  29. Marcelo disse:

    ótimo texto!!

    q tal um novo comparando Logotipo X Logomarca?

  30. Tétis disse:

    A informação de que os profressores universitários também estão alheios às diferentes atribuições da tipologia e da tipografia, procede. Meu professor utiliza ambos os termos, como se fossem sinônimos sem se dar conta do erro. Bem, e eu acabo de descobrir agora, essa diferença. Bom esclarecimento!

  31. Kleber disse:

    Um texto de grande valia. Pequenas coisas que podem fazer a diferença àqueles que desejam conhecer melhor o seu trabalho.

  32. bruno ventura disse:

    Obrigado… pelo texto foi de grande utilidade…

  33. Fernando Aquino disse:

    Este é um dos clássicos do Webinsider que fazem as pessoas pagarem menos mico com o uso de termos errados. =)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *