Onde está a diferença entre júnior, pleno e sênior?

Nova Escola de Marketing
18 de setembro de 2007

A diferença entre um designer júnior, pleno e sênior é uma dúvida da maioria dos profissionais que chegam ao mercado de trabalho e não há uma resposta exata. O que vale é estar sempre aprendendo.

Qual a diferença entre um designer júnior, pleno e sênior? E entre um designer sênior e um especialista? Esta é a dúvida da maioria dos profissionais que estão entrando no mercado de trabalho e sinto dizer que não há uma resposta muito exata, já que cada empresa possui os seus próprios padrões de classificação.

O tamanho da empresa também influencia muito nesta classificação. Por exemplo, se você é um sênior em uma empresa pequena, certamente terá uma experiência diferente em uma empresa grande.

Júnior, pleno e sênior

Na maioria das empresas a carreira de um profissional é classificada em: Estagiário, Júnior, Pleno, Sênior, Master e Especialista. Esta classificação é feita pelo popular critério de tempo de experiência e é isso que fará você crescer na maioria das empresas.

Mas como esta experiência é avaliada?

Uma boa forma de avaliar o tempo de experiência de um profissional são os registros na carteira de trabalho, mas como no mercado de web é muito comum o registro de um profissional por PJ (Pessoa Jurídica) o que importa é ter os conhecimentos que o cargo exige. Sendo assim, a classificação é feita levando em conta treinamentos e habilidades técnicas específicas.

Como funciona a classificação?

Profissionais que estejam trabalhando há dois anos no mercado são classificados como Júnior; de dois a quatro anos Pleno, de quatro a seis anos Sênior, de seis a oito anos Master.

Profissionais com mais de oito anos no mercado são classificados como Especialistas. Estagiários podem ser contratados como Assistentes podendo ficar no cargo até dois anos antes de uma promoção.

É importante lembrar que muitos profissionais estão há anos no mercado mas não evoluíram o suficiente para mudar para um cargo superior. Nestes casos, o tempo de experiência não deve ser o critério de contratação.

Numa carreira de sucesso é importante conhecer ao máximo as funções de determinados cargos, tal como conhecimento e vocabulário técnico, etc. Desta forma o profissional sempre estará preparado para receber uma promoção. O profissional que não se dedica ao aprendizado dificilmente verá sua carreira se desenvolver e estará cada vez mais longe de conseguir boas posições dentro do seu emprego. [Webinsider]

. . . . . .

Tecnologia promove sua própria reforma trabalhista

A difícil aproximação entre academia e empresas

Pós-graduação (MBA) lato sensu em marketing digital, quando fazer?

Avalie este artigo:
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (10 votes, average: 4,90 out of 5)
Loading...
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

31 respostas para “Onde está a diferença entre júnior, pleno e sênior?”

  1. ronaldo disse:

    Bastante específicas as informações!

  2. Em uma empresa que tenha uma equipe de Cargos & Salários e um plano de carreira, estas classificações nada são mais que potenciais promoções para diferentes faixas salariais e responsabilidades de cada quebra (JR, PL, SR).

  3. Ramos disse:

    Para um bom entendedor poucas palavras servem!! excelente resposta.

  4. Alex disse:

    Disse tudo sem dizer nada…
    Mas clareou

  5. rosangela amaral abreu disse:

    minhas duvidas foram esclarecidas,gostei muito da explicação.agora quando me perguntare já sei explicar sem medo de errar.

  6. LUCIA disse:

    GOSTARIA DE SABER SE VOCÊS PODEM ME PASSAR AONDE FAZER O CURSO TECNICO SENIOR.

    OBRIGADA,
    LUCIA

  7. Sergio Clemente disse:

    Sergio Clemente, especialista PHP e Linux, muito prazer!

    São validas essas nomenclaturas para separar profissionais por experiência, o problema é quando nem a empresa sabe ao certo a função de um Júnior e um Master.

    Ah! Apesar de especialista estou sem emprego a 5 meses!

  8. Maria disse:

    Estava preenhendo um currículo e não sabia o significado destas palavras.
    Agradeço a grande ajuda.Bjs

  9. Josi disse:

    B.tarde!!
    Prezados!!

    Obrigada pela a ajuda,não sabia discernir um do outro,maravilhoso a informação.

    sds,
    Josi

  10. Marcos Batista disse:

    Prezado senhor o concurso da petrobras oferta vaga para tecnico ambiental (JUNIOR) sestou recem formado nao atuo ainda no mercado de trabalho dessa area, portanto me responda posso participar do concurso e se aprovado posso ser nomeado sem riscos por nao ser um porofissional junior, isto é com 2 anos de atuação no mercado de trabalho?

  11. Wagner disse:

    Achei legal o artigo e também acho que o histórico de realizaçoes do funcionário influi na classificação.

  12. FERNANDA disse:

    Muito vazia a explicação. Li e continuei com a mesma dúvida.

  13. O tempo de experiência é bastante relativo. O que realmente decide é o seu portifólio e a boa conversa nas entrevistas e testes.

    Atualmente sou Web Designer Sênior, mas não precisei de mais do que três anos de experiência efetiva para chegar a tanto (e numa empresa consideravelmente grande).

    Pouco diz o nome que aparece ao lado de sua função: exercê-la com afinco é o que decide seu crescimento profissional).

  14. Jeferson disse:

    Vocês que comentaram até agora deixaram de mencionar algo muito importante: O Q.I.

    Muitas vezes a regra de promoção tem a ver com o grau de parentesco e puxasaquismo do camarada, geralmente se ignora portifólio, CV e outras coisas.

  15. Ricardo Lima disse:

    Concordo com a Elisa Kondrasovas, ela está certa sobre a conversa ser determinante para as conclusões do RH. Contudo, a conversa só será possível se o portfólio for bom o sufuciente para ser visto. Diz a máxima que o que não é visto não é lembrado.

  16. João Carlos Gai disse:

    Sou técnico em Sistema de Transportes Junior e meu superior imediato o Pleno tem um sal´rio com diferença de 100% para o meu. Gostaria de saber se isto é possível, pois não vemos como justo se fazemos quase que o mesmo serviço.

  17. leandro silva disse:

    tenho 3 anos de empresa ,1ano eseis meses de operador de caixa e 1 ano e 6 meses como fiscal de caixa (emprego atual) gopstaria de saber se sou junior , pleno ou senior ????reteirem minha duvida obrigado

  18. Pessoal, vim do sul para trabalhar em SP, na empresa q trabalhava era suporte tecnico, mas agora sou Coordenador de Suporte Tecnico Senior, por causa do salário, ou seja, para cada piso salarial existe um cargo!!!

  19. O que significa ser Sênior? | ives.santos disse:

    […] no blog WebInsider como é atribuido o nível de um profissional utilizando a critério tempo: Profissionais que estejam trabalhando há dois anos no mercado são classificados como Júnior; de dois a quatro […]

  20. Regi disse:

    É realmente esse mundo de informática é muito complicado…Junior, Pleno e Senior. Muitas empresas fica atraz desses tais profissionais, e quem está saindo da graduação ou mesmo de uma especialização, mas não tendo uma possição dessa (Jr, Pleno e Senior)tá fora do mercado de trabalho…e portando tem muitos sem essa tal titulação que dão de 10 a 0 nesses profissionais aí que estão a muito tempo no mercado, mas como disem, como teremos experiência se não temos chance de começar algum trabalho???

    É isso aí pessoas…Abraço a todos!!!

  21. Neto disse:

    Muito interessante a matéria.
    É realmente triste a falta de padrão, fica difícil até mesmo para comparar profissionais

  22. Anderson disse:

    Oi Td bom ? ^^ Estou com uma duvida, sou aux, Técnico JR , faz 7 meses que estou na função.
    a duvida eh a seguinte…. com quanto tempo posso passar p/ pleno ? me falaram que depois de 1 ano na função a empresa eh obrigada a mudar o cargo.

    T++ Vlw abraços ^^

  23. Jadson disse:

    Nossa, eu trabalho há 7 meses numa empresa de gravação á laser mesmo sem ser registrado eu achava que eu era Pleno pelo conhecimento que eu ja havia adquirido, agora me sinto até rebaixado…

  24. Henrique Adolfo disse:

    Em uma multinacional, com sede nos EUA, o senior, equivale ao nosso gestor de projetos ou nivel de supervisao de equipes tecnicas, o perfil e definido como: portador de elevado nivel de conhecimento tecnico com perfil administrativo de lideranca, pois eh o coordenador e orientador das atividades desenvolvidas pelos niveis abaixo e/ou pode ter ingerencia horizontal, dependendo das qualificacoes administrativas.

    O plenus,tem quase a mesma identificacao funcional, porem sem a necessidade ou presenca de lideranca de equipe como prerrogativa.

    Detalhe: a empresa ao qual refiro-me tem no Brasil 3000 (tres mil) analistas de Sistemas e de Suporte.

  25. Francisco Canuto disse:

    Pessoal, achei muito interessante a matéria e geralmente não faço comentários, apenas faço a leitura dos mesmos. Mas me interessei pelo assunto e resolvi fazer este comentário.

    Estou de acordo com a companheira: Elisa Kondrasovas, pois uma boa conversa vale muito mais para conhecer o profissional e assim classificá-lo, já que dependendo da empresa, a classificação poderá ser diferente.

    Mas não descarto o portifólio.

  26. Fábio N Sarmento disse:

    Para um gestor de RH identificar o seu nível , você tem que saber vender o seu peixe, e saber mostrar que você tem defeitos que são sobrepostos por qualidades e apresentar somente qualidades, se possivel mostre que você é melhor do que ele. Isso é assustador, mas funciona, o ideal é vc intimidar o entrevistador, é você mostrar que você esta acima dele e que ele precisa mais de você do que vc dele, sacou ? Ok ok posso estar sendo um pouco curto e grosso , mas na prática é assim que funciona.

    As empresas não quero um Chiuaua pra cuidar da segurança do seu prédio, eles querem um lutador de sumô com 300Kg, e é isso que um coordenador de TI quer, um Analista, coordenador tenha todas as suas qualidades dentro do seu nivel e se possivel mais qualidades do que o pedido , por que ai ele estara sempre um passo a frente para o proximo nivel. Entra Estagiário e sai Sênior.

    E concordo com os companheiros acima , a chave do nível é o Portfolio, é ele quem vai dizer em que nível você está e que nivel poderá chegar e que valores poderá agregar.

  27. Elisa Kondrasovas disse:

    Gente, portfólio diz muito sobre o trabalho produzido pelo profissional, mas não define se o cara é experiente ou não. Portfolio não mostra a mentalidade da pessoa, se aquele profissional é pró-ativo, intra-empreendedor, se sabe trabalhar em equipe, quanto tempo levou pra produzir aqueles trabalhos, etc.
    Nada substitui uma boa conversa.
    E eu ainda questiono se não existe o fator sorte na jogada. Quem trabalha na área sabe que nem tudo são flores, e nem sempre podemos fazer o que julgamos ser certo. Já tive que engolir muito pitaco de cliente…

  28. Tiago Machado disse:

    Concordo com o Luiz Fernandes, porém devo adicionar que muitos profissionais não sabem vender o seu portifólio, isso faz com que as empresas não o vejam (o portifólio).

    Lembrem-se além de construir um bom portifólio devemos vende-lo/valoriza-lo.

    Abraço,
    Machado

  29. Complicado isso!

    Muitas vezes as empresas acabam por negligenciar o portfólio, não levam em consideração a bagagem do profissional, e ainda geram falsas expectativas de crescimento hierárquico ao colaborador, que acaba sendo sufocado pela estática de crescimento profissional e levado à uma profunda desmotivação pelo trabalho (gerando um impacto forte na produção = círculo vicioso | não produz – não tem motivação – não cresce).

    Empresas que contratam profissionais da área de TI, principalmente profissionais da área de criação (designers, analistas, programadores e afins), devem estruturar uma boa e saudável política de crescimento hierárquico, bem como disponibilizar ao grupo de colaboradores uma estrutura fiel de cargos e salários, senão não há produção e tampouco crescimento.

    E o mundo é assim há tempos…

  30. Rey disse:

    A palavra é uma só, Portifólio. Basta ver o histórico de trabalhos realizados, como foram feitos e para quem foram feitos que vc já separa os experiêntes dos novatos facilmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *